Após massacre em escola, Secretaria da Educação suspende aulas em Suzano

Pasta também comunicou que vai revisar procedimentos de segurança em todas as 5,3 mil escolas estaduais

 

Da Redação / Foto: Divulgação

 

Após o massacre ocorrido na manhã de hoje (13), na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, em Suzano, que resultou na morte de 10 pessoas, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo publicou nota informando que os procedimentos de segurança em todas as 5,3 mil escolas serão revisados e está em estudo um projeto para reforço à segurança nas escolas mais vulneráveis.

Confira nota completa abaixo:

“As aulas em todas escolas públicas estaduais e municipais de Suzano estão suspensas até a próxima sexta-feira (15/3). Na própria sexta-feira, professores da rede discutirão as propostas pedagógicas para acolhimento, na próxima semana, dos alunos e comunidade escolar. A Seduc-SP, em conjunto com especialistas do Instituto de Psicologia da USP, Unicamp e Prefeitura Municipal de Suzano, irá dar suporte pedagógico e psicológico para a estruturação de todas atividades.

Sobre a Escola Estadual Professor Ruy Brasil – (sic), o nome correto é Raul Brasil:

1- Na segunda-feira (18/3) a escola será reaberta apenas para professores e funcionários. Serão desenvolvidas atividades como acolhimento, preparação e apoio psicológico com apoio do Instituto de Psicologia da USP, técnicos da Secretaria da Educação, entre outros profissionais e especialistas.

Também será mobilizada uma rede de apoio com instituições públicas e privadas para traçar um planejamento e estruturação das atividades de apoio a alunos, familiares, professores, servidores e toda comunidade.

2- A partir da próxima terça-feira (19/3) a unidade será reaberta para comunidade de pais, alunos e professores participarem de projetos pedagógicos na escola. Serão atividades livres, oficinais, apoio psicológico, rodas de conversa, depoimentos e compartilhamento de boas práticas, entre outras atividades. Apoio de equipe de especialistas da Secretaria Estadual e Municipal Educação, equipes técnicas da Prefeitura Municipal e outros especialistas como Instituto de Psicologia da USP, centros de Atenção Psicossocial (CAPES) da Prefeitura, entre outras instituições também farão parte do grupo de apoio.

3- Com objetivo de mudar o ambiente escolar, toda estrutura interna será pintada e revitalizada com o apoio da comunidade escolar.”




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *