“Buscamos a confiança da população”

17º BPM/M

 

“Buscamos a confiança da população”

 

Em entrevista exclusiva ao Gazeta Regional, o Tenente PM Dirceu Oliveira falou do trabalho da 3ª Cia em Biritiba, Guararema e Salesópolis

 

Por Lailson Nascimento

De Biritiba

 

O 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM/M) – que engloba as cidades de Biritiba Mirim, Guararema e Salesópolis – possui um dos principais desafios da PM no Alto Tietê: contribuir com a manutenção do clima de pacifismo que coloca os três municípios entre os mais seguros do Estado de São Paulo. Para explicar o modo como a PM tem trabalhado para isso, o 1º Tenente PM Dirceu de Godoi Oliveira, da 3ª Cia do 17º BPM/M, recebeu a equipe de reportagem do Gazeta Regional na base de Biritiba Mirim, onde explanou sobre o assunto.

No entendimento do tenente, os baixos indicadores de criminalidade nas três cidades dependem da parceria direta entre a população e os policiais militares. Nesse sentido, a 3ª Cia tem buscado ampliar o conceito de policiamento comunitário, um dos pilares da PM que visa a confiança plena da população nos agentes de segurança pública. Para tanto, ele tem se apoiado no corpo a corpo e na tecnologia.

“Temos diversos canais diretos com a população. Há os perfis de Facebook, onde oferecemos espaço para que a população contribua com o trabalho. Também estou criando o canal ‘Fale com o Comandante’, onde disponibilizo o meu número de telefone pessoal (011 94754-9098), para que, eventualmente, quem tiver denúncias, reclamações, inclusive da atuação policial, o meu celular fica à disposição”, explicou Oliveira.

Outra medida que está sendo adotada é o programa de visitas comunitárias, onde a população se cadastra para receber um policial em sua residência periodicamente. “A ideia é criar um vínculo com a comunidade, para que a gente possa melhorar cada vez mais”, completou o tenente.

Oliveira ainda ressaltou que está buscando aumentar o efetivo da Cia., embora não haja déficit de policiais nos três municípios.

 

Ação

Para manter os baixos indicadores de criminalidade, a 3ª Cia também entende que a principal meta é o controle do tráfico de entorpecentes. Para isso, ela tem contado com o apoio da população e das prefeituras das três cidades, que contribuem com a segurança primária – iluminação pública, capinação de vias, entre outras responsabilidades dos municípios.

“Queremos que as pessoas se sintam seguras. Por isso é que aumentamos o número de bloqueios, inclusive em Salesópolis, onde houve certa insatisfação por parte dos motoristas de caminhões, mas consequentemente, quase 100% da frota de veículos agora está de acordo com as regras estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Também em Salesópolis, reforçamos o policiamento às vésperas e durante a feira (de quinta de mês), com armamento pesado como metralhadoras e fuzis. O nosso trabalho está focado na meta ambiciosa de conquistar a confiança da população no trabalho da Policia Militar”, concluiu.