Comércio de Itaquá espera 4,5% de aumento em vendas no Natal

Comerciantes do município se dividem entre a esperança e o desânimo

  

Por Giovanna Figueiredo / Fotos: Bruno Arib 

  

O final do ano chegou e com ele o Natal, ano novo e aquecimento no comércio de toda região. A GAZETA foi até Itaquaquecetuba e conversou com comerciantes da cidade a respeito das expectativas de aumento nas vendas. Há quem esteja bem otimista, mas também há aqueles que acreditam que nesse ano não tem mais jeito.

Nesta época do ano a tendência é que cresça as vendas em lojas de roupas e calçados, pois além de comprar aquela roupa para presentear alguém, muitos clientes compram roupas para si, afinal, dizem que virar o ano de roupa nova traz sorte.

A previsão citada acima foi confirmada por Fernanda Diniz, gerente de uma loja de roupas e calçados do Centro de Itaquá. Segundo ela o aumento já está significativo. “Esse ano está melhor que o ano passado. A expectativa é que até o final do ano melhore ainda mais.”

Já para Guilherme César, gerente de uma ótica, aumento nas vendas só no ano que vem. “Esse final de ano para o nosso ramo não é tão bom. Nossa expectativa é que partir de janeiro tenha aumento”, explicou.

No entanto, existem aqueles que já perderam a esperança de melhoras e aquecimento no setor para os próximos meses. “Esse ano está muito parado. Quando o ano não começa bem, acaba não terminando bem também”, comentou o dono de uma floricultura que preferiu não se identificar.

    

ASSOCIAÇÃO – A reportagem procurou a Acidi (Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba) para questionar a respeito das expectativas para esse ano e para 2019. Segundo a associação, até o final do ano a previsão é que haja um aumento de 4,5% nas vendas de todo comércio.

Para 2019 a Acidi diz que está preparando um programa estilo Shop Tour para estimular o consumo na cidade, agregar valor ao varejo e promover produtos, ofertas e promoções. Também destacou que está conversando com lideranças políticas para solucionar a questão do comércio ambulante e informal no Centro com a criação de um espaço exclusivo para estes trabalhadores.

  

OPINIÃO DE ESPECIALISTA   

DICAS – Dori Boucault

A GAZETA também conversou com o palestrante e especialista em Direito do Consumidor, Dori Boucault, sobre as tendências do comércio no final deste ano e no início de 2019. Ele também falou a respeito dos cuidados que o consumidor tem que ter ao fazer as compras de natal.

Dori comentou que o crescimento no setor de vestuário é um fenômeno muito comum, dado ao perfil das festas. Além disso, o especialista afirmou que mudanças na economia estão prestes a surgir com o novo governo e nova forma de gerir a economia brasileira, e que tanto consumidores quanto comerciantes devem ser prudentes, poupar e se preparar para as possíveis mudanças.

Em relação aos cuidados durante as compras, Dori falou da importância de cuidar dos pertences (carteira, celular, dinheiro) durante as compras, pesquisar preços antes, não comprar em vendedores clandestinos, pois não se sabe a procedência do produto, pedir descontos se for comprar à vista e, caso a compra seja parcelada, buscar parcelas sem juros.

As compras na internet não são recomendadas nessa época, pois devido ao grande volume de compras, a possibilidade do produto não chegar a tempo é grande. Dori aconselha as pessoas que vão em busca do presente de Natal no próximo final de semana a ter paciência. E recomendou os amigos secretos, pois os gastos são menores.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *