Doria declara fim de baldeação em Guaianases e Bertaiolli anuncia surpresas para Mogi

Encontro entre governador, prefeitos da região e deputados estaduais e federais aconteceu no centro de Mogi

  

Por Gabriel Dias/ Fotos: Bruno Arib 

  

Governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), desembarcou no centro de Mogi das Cruzes na manhã desta terça-feira (9) para anunciar o fim do sistema de baldeação entre os trens da linha 11-Coral da CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos do Estado de São Paulo).

As composições que saiam do terminal Estudantes, em Mogi, com destino a Luz, em São Paulo, paravam na estação Guaianases para baldeação de passageiros, e, a partir daí, outro trem continuava a viagem até a Luz. Agora, com a nova medida Expresso Leste-Mogi, os trens seguem a viagem de Mogi até São Paulo direto.

O palco do encontro onde João Doria anunciou a medida e onde estava a classe política da região e os jornalistas aconteceu na estação central de Mogi das Cruzes.

Governador lembrou dos trabalhadores e de estudantes que sofreram ao longo de mais de uma década com o sistema de baldeação da CPTM. “Agora será uma linha direta, expressa e sem a baldeação. Isso era compromisso de campanha e, mais do que tudo, um compromisso do Governo de São Paulo, da Prefeitura de Mogi e daqueles que representam essa região”, fala João Doria.

De acordo com o deputado federal e ex-prefeito de Mogi, Marco Bertaiolli (PSD), esta iniciativa foi esperada por 19 anos. “Isso era um problema crônico, só quem usa este tipo de transporte sabe o quanto a baldeação gera transtorno. Agora não, já superamos mais uma etapa”, fala Bertaiolli.

 

ESTUDO – Doria ainda lembra de estudos que iniciaram em janeiro deste ano, onde foram realizadas 30 viagens diárias entre as estações Estudantes e Luz (nos dois sentidos) sem transferência em Guaianases. Tal medida visava atender as reivindicações dos moradores do Alto Tietê.

Questionado sobre os motivos da demora para que o projeto Expresso Leste-Mogi fosse colocado em prática, João Doria diz que algumas situações precisavam ser aperfeiçoadas. “A CPTM precisou fazer estudos e obras nas subestações de energia Patriarca e Dom Bosco. Além disso, os maquinistas também passaram por treinamentos”, lembra o tucano.

Ao fim da coletiva, governador ainda ressaltqou que os intervalos dos trens do Expresso Leste-Mogi, nos dias úteis, terá uma média de 8 minutos e cerca de 230 mil passageiros do Alto Tietê serão beneficiados com a ampliação do serviço.

 

ESTAÇÃO EM CÉSAR– Em entrevista à GAZETA, o deputado Marco Bertaiolli  aproveitou para noticiar o que ele intitulou a “cereja do bolo”, que é estender o Expresso – Leste até o Distrito de César de Souza. “Para isso vamos construir uma estação em César. Tenho certeza que a iniciativa vai ajudar muita gente que pega ônibus naquela região até o centro de Mogi, só para ter acesso as estações de trem. O estudo será feito”, fala Bertaiolli.

Com relação às reformas nas estações da CPTM em todo território mogiano, Bertaiolli garante: “Nosso próximo passo agora é esse, repaginar nossas estações e dar maior conforto para o povo do Alto Tietê”, encerra.