Empresa responsável por muro que caiu em escola vai ser processada

Atitude foi revelada pelo prefeito Vanderlon Gomes, que quer solução para o caso

  

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Aib 

  

O prefeito de Salesópolis, Vanderlon Gomes (PR), promete acionar a empresa Carlos Pereira Araujop Construção–ME na Justiça. Responsável pela construção do muro de arrimo na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Ernesto Ardachnikoff, no Distrito dos Remédios, a empreiteira já foi cobrada a explicar os motivos que levaram à queda do muro, ocorrida após uma forte chuva no dia 20 de fevereiro, mas os responsáveis negaram responsabilidade, segundo o republicano.

“Nós recebemos o laudo da Defesa Civil do Estado e notificamos a empresa para que venha refazer o muro. A empresa respondeu argumentando que não é responsabilidade dela. Aí nós fizemos uma contra notificação, dizendo que se eles não tomassem as devidas providências nós íamos procurar outros meios para solucionar o problema. Agora estamos vendo juridicamente quais caminhos adotar”, adiantou Vanderlon, acrescentando que o processo deverá ficar a cargo da Justiça.

Ainda segundo o prefeito, “o código civil estabelece que as empresas têm responsabilidade obre as obras dentro de 2 anos”. “Agora nós estipulamos um prazo de um mês para resolver o problema com a empresa amigavelmente. Se ela continuar irredutível, vamos abrir processo licitatório emergencial para reconstruir o muro, e aí buscar os direitos da administração pública para que a empresa possa responder por isso.”

  

POPULAÇÃO – Enquanto não há uma definição quanto ao caso, o quintal da residência de Gabriele Nascimento de Morais Prado, de 32 anos, segue tomado pelos escombros do antigo muro. Ainda assim a dona de casa diz que está aliviada por conta da avaliação realizada por membros da Defesa Civil do Estado de São Paulo.

“Eles estiveram no local, fizeram a avaliação e nós, moradores, tivemos acesso ao laudo. Pelo que consta, a área do refeitório da escola, que foi mais atingida, poderá ser utilizada, com a condição de monitoramento maior nos dias de chuva. A minha casa ficou prejudicada pela situação, mas só de saber que as crianças não estão correndo perigo, inclusive o meu filho, fico mais tranquila. Agora é aguardar a reconstrução do muro”, afirmou Gabriele à reportagem.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.