Fábia Porto anuncia que a saúde é a prioridade do governo em 2018

Prefeita de Santa Isabel recebeu a equipe da GAZETA no Paço Municipal. Foto: Bruno Arib

 

Depois de canalizar os principais investimentos para obras de infraestrutura, em 2017, a Prefeitura de Santa Isabel deve focar a saúde em 2018. A informação partiu da prefeita Fábia Porto (PRB), que recebeu a reportagem da GAZETA para uma entrevista na terça-feira (16). Na ocasião, a republicana apontou outras prioridades para este ano, como o lançamento do projeto ‘Ilumina Santa Isabel’. Programas lançados no primeiro ano de governo, como o ‘Prefeitura no Bairro’, serão mantidos e ampliados. Fábia também falou sobre questões políticas, inclusive a respeito da relação com o presidente da Câmara Municipal.

Confira trechos da entrevista:

 

Por Lailson Nascimento

 

Gazeta Regional (GR): Prefeita, qual será a prioridade do seu governo em 2018?
Prefeita Fábia Porto: A prioridade neste ano será a saúde, temos um planejamento grande para o setor. Já estamos investindo na área, inclusive. Firmamos contrato com uma OSS [Organização Social de Saúde] para que ela gerencie os EFSs [Estratégia Saúde da Família] e as UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Dessa maneira, vamos padronizar o atendimento nas 11 unidades de saúde gastando o mesmo valor que gastávamos quando parte da rede básica ainda era administrada pela Prefeitura de Santa Isabel. O segundo grande investimento é na saúde infantil, ampliando o número de pediatras em todos os postos de saúde. Na UBS do Brotas vamos ter esse profissional todos os dias da semana e nas outras unidades pelo menos uma vez por semana. Um outro investimento que teremos e que é muito importante para a saúde é o gerenciamento de medicamentos. Por meio dele, vamos ter um controle mais eficiente neste setor, pagando apenas pelo que vai ser utilizado, além da entrega dos medicamentos nas residências das pessoas idosas, para os pacientes que fazem uso contínuo e para os portadores de necessidades especiais. Ainda no setor vamos ter o CAPS [Centro de Atenção Psicossocial], que oferece atendimento mais elaborado. Teremos a inauguração do Posto de Saúde do Jardim das Acácias, em agosto. Por fim, estamos definindo a questão do Pronto-Socorro Infantil da Santa Casa.

 

GR: E na infraestrutura?
Fábia: Em 2017 investimos bastante em infraestrutura e neste ano vamos continuar investindo. No primeiro semestre vamos concluir a pavimentação da Avenida Brasil, cujo custeio [R$ 850 mil] partirá da própria prefeitura. Também com recursos próprios asfaltaremos a Avenida Coronel Bertoldo [Variante, no sentido Dutra] e o corredor que vem da Rua João Pessoa, passa pela Avenida Manoel Ferraz de Campos Salles até a Rua José Bueno. Na verdade, o planejamento contempla 26 ruas com asfalto novo ainda neste ano. Já temos algumas emendas parlamentares garantidas e enviamos ao governo federal um relatório compilado de outras vias, de modo que a União nos ajude com financiamentos. Não sabemos se vamos conseguir todo o recurso necessário, mas a probabilidade é de muito asfalto neste ano.

 

GR: Outras prioridades?
Fábia: Bom, na Educação nós temos por prioridade mais uma creche na área central. Na Cultura, a nossa meta é devolver a biblioteca para o espaço original, e fazer uma modernização da biblioteca central. Vamos investir também numa central de atendimento, chamada ‘Ganha Tempo’, de modo que todas as Secretarias possam atender a população num único local, para que a população economize tempo. Também vamos fazer um estudo viário para que possamos pensar em alternativas para o trânsito e melhorar a sinalização, os semáforos e implantar lombadas mais padronizadas. Um outro setor que será repensado é o da Iluminação Pública. Já entramos num consenso com a Elektro [empresa responsável pela manutenção da iluminação pública] para encerrar o contrato com ela. Ainda neste ano vamos fazer licitação para contratar outra empresa e lançar o projeto ‘Ilumina Santa Isabel’. A ideia é ampliar a iluminação pública em pontos estratégicos para a segurança dos munícipes.

 

GR: O Programa ‘Prefeitura no Bairro’ terá continuidade?
Fábia: Sim, vai continuar. Os primeiros bairros que vão receber o projeto, agora em março, serão o Cachoeira e a Granja Urupês. Na verdade, a manutenção vai funcionar da seguinte forma: vamos terceirizar o serviço na área central, para que os funcionários da prefeitura possam ficar mais tempo nos bairros. Além disso, existe uma empresa interessada em implantar uma usina de reutilização de entulhos em Santa Isabel.

 

GR: A prefeitura autorizou, recentemente, o reajuste da tarifa de ônibus para R$ 4,20. A medida não agradou os usuários.
Fábia: Veja, em 2017 todas as cidades do Alto Tietê aumentaram a passagem, menos Santa Isabel. Ou seja, já fazia um ano que a PEM [concessionária do serviço] vinha atendendo os usuários sem qualquer reajuste. Santa Isabel é uma cidade gigante, com uma extensão territorial do tamanho de Guarulhos, mas com população muito menor. Para uma empresa de transporte ter equilíbrio econômico-financeiro é bem complicado, então, não havia mais possibilidade de eles conseguirem continuar atendendo sem o reajuste. Mas os outros municípios da região também vão aumentar a passagem ainda em 2018, isso é inevitável.

 

GR: Na parte política, há comentários que os vereadores que assumiram Secretarias vão voltar para a Câmara. A senhora recebeu algum comunicado oficial nesse sentido?
Fábia: Não recebi pedido nenhum nesse sentido.

 

GR: E a relação com o presidente da Câmara Municipal, vereador Alencar?
Fábia: Sou oposição a ele. Sou contra os posicionamentos que ele teve ao longo de 2017 e vou permanecer assim enquanto ele tiver essa postura. É interessante que todos estejam juntos, mas não posso deixar de me posicionar.