Falta medicamentos nos postos de Biritiba Mirim

Remédios básicos estão em falta
Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

Saúde é uma necessidade básica e um direito de todo cidadão, mas nem sempre esse direito é garantido pela administração pública. A GAZETA esteve no município de Biritiba Mirim para saber da população como estão os serviços oferecidos no setor. A principal reclamação do munícipe é a falta de medicamentos.

“Elogio da minha parte não vai ter. Não tem medicamento e os funcionários não são preparados para receber os pacientes”, comentou a moradora do Sertãozinho Patrícia Souza.

Aparecida de Souza de Oliveira, de 68 anos, conta que faz uso contínuo de alguns medicamentos, mas que não encontra na cidade. “Dos que eu tomo, aqui só tem omeprazol e as vezes só, está faltando tudo. Em outros pontos não tenho muito o que reclamar.”

Com parte dos medicamentos solicitados pelo médico nas mãos, Joseane Moreno, 26, saiu da farmácia do município sem ter acesso à totalidade do que necessitava. “Eu consegui pegar alguns remédios, mas faltou ibuprofeno, esse vou ter que comprar”, explicou.

Prefeitura diz que população mente – Procurada para se manifestar sobre as queixas da população, a gestão do prefeito Walter Tajiri (PTB) informou que a farmácia de dispensação de medicamentos está normalizada e que inclusive tem o ibuprofeno citado por Joseane. O órgão alegou que realiza aquisição de medicamentos com antecedência para que não falte à população.