Luis Camargo: “Precisamos de gestão eficiente para Arujá crescer”

Em coletiva de imprensa, pré-candidato a prefeito adiantou pontos que deverão fazer parte de seu futuro plano de governo. Foto: Divulgação

 

Por Lailson Nascimento

De Arujá

 

O advogado e pré-candidato a prefeito pelo PSD de Arujá, Dr. Luis Camargo, reuniu a imprensa para adiantar os principais pontos do plano de governo da coligação “Renovação Já!”, que será lançado em breve. Ao lado do pré-candidato a vice-prefeito, o pastor Natalino Bisigati (PTN), Camargo defendeu uma gestão pública mais eficiente para que Arujá possa crescer e se desenvolver.

Especialista em Direito Público, o pré-candidato ainda criticou a falta de planejamento da atual administração do prefeito Abel Larini (PR), que obteve nota “C” conferida em 2015 pelo Tribunal de Contas (TCE) do Estado de São Paulo, no quesito “Planejamento” do Índice de Efetividade.

“Foi a pior nota entre os municípios do Alto Tietê e não é difícil entender o motivo. Basta dar uma olhada no Plano Plurianual (PPA) de 2014 a 2017 para ver que a prefeitura não destinou nenhuma previsão orçamentária para alguns itens em áreas fundamentais, como da segurança pública e educação”, exemplificou.

 

Saúde

Durante a coletiva, a área da saúde foi destacada como prioridade, diante da tamanha insatisfação dos arujaenses. “Arujá não tem um hospital público e não há médicos suficientes para atender a população. Está um caos. Este é um problema que se arrasta há anos e agora, durante as eleições, o mesmo grupo político que está no governo há 20 anos vai tentar vender ao eleitor que fará tudo o que não fez até hoje”, comentou.

No entendimento do pré-candidato a prefeito, o primeiro passo que deve ser dado para se melhorar a saúde pública municipal é a construção de um Centro de Especialidades Médicas, com a contratação de 20 médicos, via concurso público. “Claro que a construção de um hospital é importante e temos como prioridade lutar por isso. Mas a saúde tem pressa e a nossa população não consegue passar por simples consultas em Arujá, tem que peregrinar em outros municípios. Este Centro de Especialidades é uma medida mais emergencial”.

 

Segurança

Dr. Luis Camargo também foi enfático ao falar sobre os problemas que envolvem a área de segurança pública. “O primeiro ponto é equipar e capacitar a Guarda Civil Municipal, que pode exercer boa parte da segurança na cidade. Para nós, a força municipal de segurança pode reforçar o patrulhamento ostensivo. Mas é preciso valorizá-la, com investimentos na contratação de mais guardas, treinamento e armamento do efetivo. Além disso, é essencial cobrarmos da Secretaria de Segurança Pública do Estado maior número de policiais militares para atender nossa cidade”.

Para o pré-candidato, falta “pulso” à atual gestão. “O município perdeu R$ 1 milhão de verba empenhada em 2013 destinada ao sistema de monitoramento na cidade. Um absurdo!”.

 

Esportes, lazer e cultura

Informado pela reportagem do Gazeta Regional que a falta de opções de entretenimento leva a população a considerar a rodoviária municipal como ponto de lazer, o pré-candidato a prefeito destacou as propostas da coligação para a área. “Temos áreas suficientes para explorar o mountain bike, trilhas e o turismo ecológico, principalmente. Aliás, temos dois parques ecológicos que a população não tem acesso, estão fechados, pois não há o mínimo de estrutura para receber visitantes. Faltam também espaços mais estruturados para a prática de esportes e atividades culturais. Defendemos a construção de um ginásio de esportes completo e um espaço multicultural”.

 

Educação

Camargo e Natalino, que trabalham com a proposta de renovação e uma nova mentalidade política em Arujá, ressaltam que é possível fazer muito mais pela cidade. A dupla planeja buscar recursos federais e estaduais, além de estabelecer parcerias com entidades assistenciais sem fins lucrativos para fomentar o crescimento do município e implantar novos serviços.

Destaque para a implantação de creches em período integral. “Temos muitas entidades dispostas a colaborar e elas são muito bem-vindas neste projeto de desenvolvimento de Arujá”.