Mais da metade do público-alvo da vacina contra a gripe ainda não se imunizou em Itaquá

Na cidade, apenas 34,19% da população que precisa ser vacinada já recebeu a imunização

 

Da Redação / Foto: Antonio Márcio

 

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), gestantes, idosos, professores de escolas públicas e privadas, policiais, profissionais de saúde, pessoas com comorbidades, adolescentes em medida socioeducativas (de 12 a 20 anos), profissionais do sistema prisional e as pessoas privadas de liberdade que ainda não foram vacinadas contra a influenza têm até o final de maio para tomar a vacina contra a gripe. O atendimento em Itaquaquecetuba segue em todas as todas as USFs (Unidades de Saúde da Família) e UBSs (Unidades Básicas da Saúde), de segunda a sexta-feira, das 7h às 15h30.

No último sábado (4) foi realizado no município o Dia de Mobilização da Campanha de Vacinação contra Influenza. A Secretaria Municipal de Saúde contou com 17 postos fixos atendendo a população prioritária para imunização e 13 equipes volantes para atender pacientes acamados. Para receber a dose da vacina basta procurar a unidade de saúde mais próxima com documento de identidade e a carteirinha de vacinação.

De acordo com o boletim divulgado pela Vigilância Epidemiológica nesta segunda-feira (6) foram imunizadas até o momento 10.727 crianças (34,84%), 242 puérperas (32,18%), 1.565 gestantes (34,21%), 8.256 idosos (40,75%), 482 (31,04%) professores, 1.144 trabalhadores da saúde (23,80%), 76 pessoas privadas de liberdade, 38 funcionários do sistema prisional. Também foram imunizadas 5.269 pessoas com comorbidades, casos que envolvem crônicos reais, hipertensos, diabéticos, entre outras patologias.

Até o final da campanha a Vigilância Epidemiológica pretende imunizar 81.298 pessoas e atingir a meta do Ministério da Saúde, que é vacinar 90% do público alvo contra a influenza. Em Itaquaquecetuba 27.799 pessoas já receberam a dose da vacina, o que representa 34,19% da população que precisa ser vacinada.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Quem tomar a vacina estará protegido contra os 3 subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87).

 

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.