Mogianas chamam atenção para prevenção do Câncer

 

Exemplos de superação e perseverança estimulam a preocupação no diagnostico precoce e no combate à doença. Fotos: Bruno Arib

 

De Mogi

 

“Quando descobri a doença, foi um choque para mim e toda a minha família, porque as pessoas veem o câncer como uma sentença de morte. Eu pensei, eu vou morrer. Não foi fácil, principalmente o tratamento, que é muito doloroso, pois meche com o seu estado físico, emocional e familiar. Eu fiz a última cirurgia em fevereiro desse ano, mas provavelmente terei que passar por outras. Com tudo isso, hoje estou bem e confiante”. O relato é da mogiana Ana Paula da Silva, que enfrentou a triste experiência de um câncer de colo do útero.

ABRE_Saúde_Outubro Rosa - foto 2 @brunoaribPara ela, o principal combustível na sua recuperação foi o apoio da família, dos amigos e, em especial, da filha de nove anos.  “Eu recebi o apoio do meu esposo que não imaginaria receber, e a doença restaurou meu casamento. Além da minha filha de nove anos, que esteve ao meu lado o tempo todo, do meu filho de 19, e de uma grande amiga que também teve a doença. O que aprendi com o câncer é que devemos viver um dia de cada vez, dar importância para as pequenas coisas da vida”, completou.

CHAMA 5 - foto 2 @brunoaribNeuza Maria de Jesus Souza é a amiga que amparou Ana Paula nos momentos mais delicados do tratamento. Ela também venceu o câncer de mama, mas tem um novo desafio pela frente. “Como caçula da família, tive três irmãs portadoras do câncer de mama, e uma infelizmente faleceu. No período em que estava cuidando delas, eu descobri a doença. Foi um susto, mas tive o apoio da família e amigos. Fiz o tratamento, o cabelo caiu, mas venci. Hoje estou de novo com outro nódulo na mama, mas confiante de que tudo vai dar certo. Sempre falo para as pessoas não desanimarem. Façam a mamografia e outros exames preventivos. O câncer mata sim, mas tem cura”, destacou.

 

Acolhimento

ABRE_Saúde_Outubro Rosa - foto 3 @brunoaribOs dois exemplos de superação fazem parte do projeto de acolhimento da Associação Beneficente de Controle do Câncer do Alto Tietê (ABCC AT), localizada em Mogi das Cruzes e fundada em agosto de 2002. Segundo Emília Letícia Rodrigues, diretora e voluntária social da entidade, a instituição surgiu por conta do Centro Oncológico Dr. Flavio Isaias. “A principal finalidade da instituição sempre foi acolher pacientes do Centro Oncológico. O que ajuda muito na superação da doença é o contato de uma paciente com outra que já recebeu a cura ou está em um melhor estagio da doença. O câncer, quando tratado precocemente, tem resultados positivos”.

Hoje, a ABCCAT, atende em torno de 90 mulheres e sobrevive de doações e parcerias. Quem tiver interesse em conhecer ou até mesmo se tornar voluntário ou doador, basta entrar em contato pelos telefones (11) 4795-4795 ou 2670-0650. O site é www.abccat.org.br.

 

Prefeituras preparam programações voltadas à Campanha Outubro Rosa

 O Outubro Rosa é celebrado anualmente em todo o país, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, além de contribuir para a redução da mortalidade.

Em Santa Isabel, a Campanha Outubro Rosa é Lei. Na cidade, o vereador Orlando Paixão Santiago (PT) instituiu a campanha por meio de projeto de lei, com objetivo de sensibilizar a população da prevenção do câncer de mama.

Em Mogi das Cruzes, por exemplo, já ocorreu uma capacitação na última semana sobre câncer de mama, câncer de colo de útero e doenças sexualmente transmissíveis. Outras ações estão programadas pelo Fundo Social de Solidariedade e serão divulgadas durante evento de lançamento.

A Secretaria Municipal de Saúde de Guararema, juntamente com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher, tem diversas ações previstas ao longo do mês, como doação de lenços e cabelos, palestras e encontros.

Em Suzano, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família disponibilizam os exames preventivos, palestras educativas, solicitações para mamografias e vacinação contra o HPV. Especialmente no mês de outubro serão intensificadas as ações na luta contra o câncer de mama e colo de útero, levando em consideração a importância do diagnóstico e tratamento precoce.

Já a Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio das Secretarias Municipais de Saúde e Políticas para Mulheres, está organizando uma ação social com oferta de serviços gratuitos e também vai promover ações de orientação e prevenção em todas as unidades de saúde durante a semana. A administração municipal também quer promover mais uma vez a BlitzRosa, com distribuição de informativos sobre câncer de mama e sobre a Ronda Maria da Penha, no dia 19, às 10h, na Praça Padre João Álvares.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *