Novo prédio do anexo do Fórum de Ferraz é entregue

Izidro discursa na apresentação do novo prédio do Fórum. Foto: Roseli de Souza

 

A entrega do novo prédio do Serviço Anexo das Fazendas do Fórum de Ferraz de Vasconcelos pela prefeitura e o Judiciário, ocorrida no dia 11, é um dos passos para a elevação do Fórum Distrital à Comarca. A previsão é que mudança seja concretizada até setembro deste ano, segundo informou o juiz-diretor do Fórum, André Forato Anhê, trazendo benefícios a todo o município.

Atualmente, o Fórum Distrital de Ferraz, na divisão judiciária, é subordinado a Poá. Com a elevação, prevista ainda para este ano, o fórum ferrazense poderá receber verba maior do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) e ter mais estrutura para trabalhar, beneficiando não somente funcionários, mas toda a população da cidade, que passará a contar ainda com um Cartório de Registro de Imóveis.

A apresentação do novo prédio, que consumiu investimentos de R$ 1 milhão, foi feito pelo prefeito em exercício José Izidro Neto (PMDB), com a presença de secretários municipais, vereadores e autoridades do judiciário. Em breve, será feita a inauguração do prédio quando for instalado o Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc), que funcionará no andar de cima.

Na parte debaixo, começou a funcionar esta semana o anexo da Fazenda e uma sala destinada aos procuradores, um pedido especial feito pelo prefeito à direção do fórum para dar mais estrutura aos procuradores.

Outro benefício é que o novo prédio, segundo o juiz, possibilitará que os processos das fazendas municipal e estadual, como os de execuções fiscais, tenham tramitações mais rápidas, melhorando a efetiva cobrança de tributos e beneficiando os caixas do município e Estado.

Izidro destacou as melhorias não apenas para o funcionamento do Judiciário, mas para a população que utiliza o serviço do Fórum de Ferraz: “Hoje é um dia muito especial, que precisamos comemorar”, destacou.

As obras de construção do novo prédio foram iniciadas em 2013. Ficaram parados um período e o Tribunal de Justiça e a Prefeitura de Ferraz acertaram que o acabamento ficaria por conta da administração municipal. Os serviços foram retomados em 2014 e concluídos em 2015, restando para este ano apenas os ajustes finais para colocar o prédio em funcionamento.