Quero ser deputada porque represento o sofrimento de Itaquá, diz Jozy Lemos

Servidora pública quer representar a cidade na Assembleia

 

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib

 

Depois de tentar se eleger vereadora de Itaquaquecetuba por três vezes, a servidora pública Jozy Lemos (PT) aposta em um outro Poder Legislativo para, segundo ela, “lutar pelos direitos da cidade”: a Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo). A candidata a deputada estadual esteve na redação da GAZETA na quarta-feira (12), quando falou da sua plataforma política em entrevista transmitida ao vivo pela página do jornal no Facebook.

Formada em gestão de políticas públicas e funcionária da Diretoria de Ensino de Itaquaquecetuba, Jozy acredita que o Poder Público é o melhor caminho para a busca de Justiça Social. Questionada sobre como iniciar tal projeto de igualdade social pelo município, ela foi enfática: “Itaquá sempre foi usada pelos políticos. Chegou o momento da cidade ter um representante que lute para resolver os problemas da cidade.”

Ao garantir que conhece “cada pedacinho de Itaquá”, a candidata ao parlamento paulista disse que, num eventual mandato, vai trazer recursos para os problemas que ela também diz conhecer de perto. “Eu sou uma figura que representa o sofrimento da população de Itaquá. Quero igualdade e dignidade para o município. Por isso, conheço cada um dos problemas e sei como resolvê-los.”

Dentre os problemas que Jozy Lemos destaca como prioridade para Itaquaquecetuba, a falta de segurança para mulheres vítimas de violência doméstica é um dos principais. Na opinião dela, o Estado não oferece estrutura suficiente para o atendimento ao público feminino. “Existem bons canais de comunicação sobre esse tipo de violência, mas precisamos dar mais estrutura para as mulheres que enfrentam situações dessa natureza. A Lei Maria da Penha funciona, mas é preciso dar mais estrutura no sentido de atendimento a esse público”, finalizou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *