Salesópolis revoluciona o esporte e bate meta da OMS

Após parceria com a Adat, total de habitantes praticando esportes na cidade já supera recomendação da OMS. Fotos: Divulgação

 

Dizer que praticar esportes é importante para pessoas de todas as idades é ‘chover no molhado’, como diz a famosa expressão popular. Mais do que os inúmeros benefícios para a saúde física e mental, o esporte melhora a qualidade de vida dos praticantes e todos os sentidos.

Atualmente, a OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que pelo menos 3% da população pratique 30 minutos de atividade física em cinco ou mais dias por semana. E assim tem sido na cidade de Salesópolis. Em parceria com a Adat (Associação de Desportos do Alto Tietê), o prefeito Vanderlon Oliveira Gomes (PR) revolucionou o esporte social e turístico do município e o tornou referência em inclusão esportiva.

De acordo com o secretário de Turismo, Cultura e Esporte de Salesópolis, José Luiz Padilha Aguilar, a prática esportiva na cidade já registra um total de 760 pessoas entre crianças, adultos e idosos. Com uma população estimada em 16.688 habitantes, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o número de praticantes supera os 3% recomendados pela OMS.

Fausto PizzolatoA meta até janeiro de 2018 é chegar a mil pessoas. A informação foi confirmada pelo gestor da Adat e agora diretor de esportes da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte de Salesópolis, Fausto Pizzolato, responsável direto pelo planejamento e transformação do esporte salesopolense.

Com um ginásio, uma piscina semiolímpica, uma sala de ginástica e artes marciais, duas quadras cobertas e três campos de futebol, Pizzolato esperava ampliar a utilização desses espaços para algo próximo a 500 pessoas. Entretanto, essa meta foi facilmente superada em apenas três meses de atuação à frente da diretoria e, no momento, 760 pessoas de todas as idades, entre de jovens de 7 a 17 anos, adultos, idosos e pessoas com algum tipo de deficiência, praticam esportes. Esse número é mais de 2000% superior aos 36 alunos praticantes de ginástica que a cidade tinha no início do ano.

São diversas pessoas praticando esportes como lazer e os jovens que utilizam das escolinhas para almejar um futuro como atleta profissional. “Existe essa ocupação do lazer e as escolinhas com o grande propósito de não apenas dar cidadania, mas também formar grandes campeões; tanto é que o nome do projeto é Futuro Olímpico”, destaca Pizzolato.

VanderlonCom todos os benefícios da prática esportiva, como melhora da autoestima e prevenção de doenças, o prefeito Vanderlon trata o tema como uma questão de saúde pública. “Quando você tem uma comunidade que participa de modalidades esportivas, naturalmente, você diminui questões nos postos de saúde e na Santa Casa e passa a ser de grande relevância para a administração”, analisa. “No meu conceito, nós temos que preparar o cidadão. Se ele vai ser um atleta profissional não é tão importante; o importante é que venha e participe, que ele tenha uma qualidade de vida melhor”, finaliza o prefeito.

PadilhaO secretário Padilha  destaca ainda o potencial da cidade para o esporte turístico de aventura. Ele informa que o município promove hoje cerca de 35 eventos por ano, como trilhas, mountain bike, motocross, ciclismo, entre outros. “Hoje Salesópolis já é conhecida como a cidade que promove eventos esportivos de aventura turísticos. Mas a meta é ampliar esse número aos poucos e trazer eventos maiores”, destacou.

As aulas e escolinhas seguem com vagas abertas. Os moradores interessados em praticar esportes podem procurar o Cerebef – Centro Esportivo e Recreativo ‘Expedicionário Benedito da Fonseca’.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4696-4165.