“Salvem o Vale”: Skatistas fazem movimento contra a mudança do Anhangabaú

Em protesto, Formiga, skatista que mais andou no Vale diz que Anhangabaú é um dos centros históricos mais bonitos de São Paulo
Por Gabriel Dias / Foto: Divulgação

Marcelo Formiguinha, um dos mais antigos skatistas que frequenta o Vale do Anhangabaú, em São Paulo, diz que o local é o centro histórico da Capital. “É um patrimônio tombado de São Paulo. Isso que estão fazendo não podia acontecer. O povo não foi informado sobre isso”, ressalta Formiga.

Segundo ele, o investimento para reforma do espaço custará milhões aos cofres da Prefeitura de São Paulo. “O skate é a grande maioria, ninguém é vagabundo, são todos pais de família. Todos trabalham e correm atrás de seu sustento”, rebate as críticas contra a comunidade do skate.

Ainda que chateado com o que vem acontecendo em um dos cartões postais mais frequentados da Capital, o skatista revela que não é contra a evolução, mas contra matar a história do lugar que reúne grupos de diversos segmentos que se tornou, ao longo dos anos, a casa de muita gente.

“Nós, os skatistas, que trouxemos vida para este lugar. Quem se esqueceu do Vale do Anhangabaú foi o poder público, a própria prefeitura. Muitos que moram na rua passam por aqui”, fala Marcelo Formiga.

Ele ainda descreve o ambiente como “monumento histórico”, e nomeia o protesto altamente pacífico entre os skatistas e apoiado pela população como “Salvem o Vale”.

Ainda segundo Marcelo, máquinas já trabalham no local “destruindo” aquilo que fez história. Formiga ainda lembra do brasileiro que conquistou as pistas do mundo inteiro, Bob Burnquist, um dos grandes nomes do skate que começou no Vale e que também contribuiu para que o espaço fosse mais frequentado pela comunidade dos skatistas.

“Já morei na rua e ando de skate no Vale desde a década de 90. Aqui conheci o esporte e fiz dele parte da minha vida. Essa mesma realidade vivem meus amigos de skate”, fala Formiga.

Ele também alfineta o governo dizendo que existem outros setores para se investir o dinheiro público e que, em sua opinião, são mais carentes.

Ao final da entrevista, Marcelo Formiga diz que “quem é paulistano tem a sensação de pertencimento quando o assunto é o Vale do Anhangabaú”, e encerra dizendo: “Preciso de ajuda!”.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*