Santa Isabel: Transposição baixa o nível da Represa do Jaguari

O respeito da associação que tira o sustento da água sem agredir a natureza contra o governo que degrada

 

Por Aristides Barros / Fotos: Bruno Arib

 

Fundada há 10 anos, a Apasian (Associação dos Pescadores Amadores de Santa Isabel – África Nilo) é a única entidade no estado paulista licenciada para exercer a aquicultura, atividade que realiza na Represa do Jaguari, em Santa Isabel. A ação, que foi conquistada após vários esforços, agora tem outro desafio: chamar a atenção para o que acontece no local de trabalho prejudicado após a obra de transposição do reservatório de Atibainha.
A obra foi concluída em 2015 e desde a época a represa já apresenta problemas. “Em 20 dias baixou cerca de cinco metros”, contou na tarde de sábado (7) Jair Simão Ferreira, de 51 anos, tesoureiro da entidade.

De acordo com ele, a ideia inicial eram duas obras: uma de ida e outra de retorno da água. “Quando o reservatório Atibainha estivesse cheio seriam abertas as comportas para trazer água para a represa de Santa Isabel. Só que até agora isso não foi feito, a nossa água só está indo e não está voltando”, lamenta. “A aquicultura é importante, mas nossa preocupação maior é com o abastecimento da cidade, moramos aqui”, diz se referindo aos danos gerais da obra de transposição sobre o município.

 

ENTIDADE – A Apasian foi fundada em 2008, a partir do desejo de um grupo de 80 pessoas, pescadores e não pescadores, com o propósito de combater a pesca predatória que é efetuada no município de Santa Isabel.
A pesca predatória foi responsável pela redução de peixes na Represa do Jaguari e pelo afastamento de turistas da região. A associação trabalha na preservação da represa e suas nascentes, fauna e flora, mata ciliar, combate a pesca predatória e estímulo a parceria, diálogo e solidariedade, entre segmentos sociais que visem à preservação do meio ambiente.

O projeto Tanque de Redes trabalha na criação de tilápias, chegando a produzir anualmente sete toneladas, cujos maiores compradores são dois supermercados, um de Santa Isabel e outro de Arujá. Os ganhos são repartidos entre as próprias pessoas que trabalham no local e também com despesas de materiais para o trabalho.
Mais informações sobre a entidade podem ser obtidas pelo e-mail apasian@hotmail.com ou pelo celular (11) 95304-2196.

 

O espetáculo das águas

Santa Isabel é cercada por águas. Com 82,5% de sua área voltada para a preservação de mananciais, a cidade busca criar alternativas para beneficiar a população com projetos econômicos sustentáveis, como é o caso da Apasian.

Reconhecido como “o espetáculo das águas”, o encontro de cachoeiras, rios, riachos, ribeirões e represas forma a beleza natural do município.

É, portanto, um local próprio para o turismo de um dia, férias, acampamentos, cavalgadas, etc.
A principal corrente de água é do Rio Pilões, que tem como afluente o ribeirão Vermelho, ambos ricos em peixes de várias espécies; camarão e caranguejos de água doce, além do Ribeirão Jararaca, o Ribeirão Fazenda Velha, Ribeirão Araraquara [que corta a cidade em toda a sua extensão] e o mais expressivo, que é o Rio Jaguari.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *