Segurança é reforçada em Guararema durante Cidade Natal

Foto: Renan Xavier

 

Quatro novas viaturas da Polícia Militar (PM) reforçam a segurança em Guararema até o final do ano.  A necessidade do reforço surgiu devido ao maior movimento na cidade gerado pela decoração natalina do Programa Cidade Natal, que até o dia 5 de janeiro deve atrair mais de 500 mil pessoas.

Após solicitação do prefeito Adriano Leite (PR) ao comandante do 17º Batalhão de PM, tenente-coronel PM Rangel, e contando com o reforço do deputado estadual André do Prado (PR), junto à Secretaria Estadual de Segurança Pública, a 3ª Companhia da Polícia Militar, responsável pelo policiamento em Guararema, foi contemplada com as novas viaturas.

Dos quatro veículos, dois ficarão definitivamente a serviço do efetivo do município, já os outros dois permanecem na cidade até o fim do ano e em seguida serão entregues nas cidades de Biritiba Mirim e Salesópolis, que também são atendidas pela 3ª Cia.

Além do policiamento com as novas viaturas, que se estende para os bairros, a cidade conta neste período com o reforço do policiamento a pé no entorno dos pontos decorados, da Rondas Ostensivas com apoio de Motocicletas (ROCAM) e da Força Tática.

Com relação ao efetivo também houve um aumento por meio da Atividade Delegada, de 12 policiais durante a semana e 20 policiais aos finais de semana. Os soldados garantem a segurança nos bairros e na área central, do comércio, que estendeu o horário de funcionamento, dos demais cidadãos guararemenses, além dos turistas, inibindo crimes como furtos e roubos. As patrulhas são intensificadas aos finais de semana.

Para o prefeito, o reforço na segurança é fundamental nesta época do ano. “Essa é uma época em que o comércio tem maior movimento por conta das compras de Natal e do pagamento do 13º salário. Em Guararema, além disso, nós temos um grande fluxo de turistas na cidade por conta do Programa Cidade Natal e consideramos essencial que nossos moradores e também os nossos visitantes possam usufruir dos passeios com segurança”, disse.