Semáforos entre avenidas Mogi das Cruzes e Roberto Simonsen começam a operar nesta 2ª

Engenheiros de tráfego acompanharão o comportamento dos condutores e o tempo dos sinais e verificar a necessidade de ajustes ou mudanças

 

Da Redação / Foto: Irineu Junior-Secop Suzano

 

Os semáforos instalados no mês passado no cruzamento das avenidas Mogi das Cruzes e Senador Roberto Simonsen, no Jardim Imperador, começam a funcionar nesta segunda-feira (6). Funcionários da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Suzano já retiraram os tachões e as demarcações da rotatória até então existente no trecho e providenciam a nova sinalização de solo. 

No início da operação dos equipamentos, engenheiros de tráfego da pasta acompanharão o comportamento dos motoristas e motociclistas e o tempo dos sinais e verificar a necessidade de ajustes ou mudanças. 

“A implantação desses semáforos é para podermos disciplinar o trânsito naquele local de maneira a possibilitar mais segurança a todos. Não temos registros de muitos acidentes no cruzamento, mas detectamos a necessidade de substituir a rotatória por outro tipo de sinalização”, explicou o secretário municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Claudinei Galo. Ele informou que foram realizados estudos e houve a constatação da dificuldade de muitos condutores em relação ao uso da rotatória. 

O cruzamento conta com dois equipamentos centrais, dois laterais e outros para pedestres em cada esquina, instalados no final de abril. As faixas de segurança foram mantidas, agora com a travessia regrada por semáforos. Haverá cinco estágios de abertura dos sinais, o que também irá alterar as conversões permitidas no cruzamento. Os motoristas e motociclistas que estiverem na avenida Mogi das Cruzes contarão, em ambos os sentidos, com uma faixa e um semáforo exclusivos para poderem virar à esquerda. 

No entanto, quem seguir pela Avenida Senador Roberto Simonsen não terá algo semelhante. Os condutores deverão continuar em frente ou então converter à esquerda por brecha, ou seja, se veículos no sentido contrário derem passagem ou se a via estiver livre. A intenção inicial é não proibir, mas os engenheiros de tráfego da pasta ficarão no local para observar o comportamento dos motoristas.