Teatro da Neura promove sarau para celebrar 1 ano de Espaço N

Com início às 19 horas, evento ocorre neste sábado, com a participação de artistas convidados e cena apresentada pela companhia teatral. Fotos: Victor Lucredi

 

Foi no dia 8 de março do ano passado que o Teatro da Neura, na época com 11 anos de existência, vivenciou um dos momentos mais importantes de sua trajetória: a inauguração de sua sede, o Espaço N de Arte e Cultura, em Suzano. Após receber artistas convidados e utilizar o ambiente para realização de projetos, o grupo celebra o primeiro ano de funcionamento do local com o “Sarau de 1 ano do Espaço N”, que será realizado sábado, dia 12, a partir das 19 horas. O centro cultural fica na rua José Garcia de Souza, 692, no Jardim Imperador. A entrada é gratuita.

Com uma programação extensa, o evento contará com a presença de parceiros, que já desenvolveram trabalhos junto com a companhia teatral e que são admirados pelo grupo. O sarau terá a participação do poeta e escritor Gabriel Tarragô, que vai expor os seus poemas em um varal e lerá alguns ao vivo; a atriz Bárbara Santos, com a declamação das poesias “Admito” e “A Atriz”; os atores Warllen Martins e Thaís Almeida, interpretando uma cena de “Hamlet”, de William Shakespeare; e a atriz Ariane Christie, dando vida à leitura dramática de um trecho de “Entrevista com Stela do Patrocínio”, recentemente adaptada para o musical de Georgette Fadel e Lincoln Araújo.

O sarau também terá a participação do coletivo Carta na Manga, da Cia. Variante, do músico Rabicho Luiz, da drag queen Kinberly Fly, do malabarista Lucas Malabares, dos atores Carlos Rei e Thaís Almeida, com a cena da peça “Abajur Lilás”, escrita por Plínio Marcos e dirigida por André Antero, dentre outros. Além disso, o microfone estará aberto durante todo o evento, oferecendo aos presentes a oportunidade de se expressar e mostrar os seus talentos.

 

Espaço

De acordo com o diretor e dramaturgo Antônio Nicodemo, o Espaço N, desde a inauguração, possibilita ao Teatro da Neura a oportunidade de ocupar a sua sede como sala de ensaio e de desenvolver novos projetos, como a peça “O Menino Gigante ou os Dez Fevereiros – Um Ensaio Para o Sábado de Aleluia”, as leituras encenadas do “Sexta que Lá Vem História” e o espetáculo “Nossa Senhora dos Afogados”, com a participação de artistas da região e de São Paulo, que se encontram todas as segundas-feiras para desenvolver a iniciativa.

Cultura_ABRE_Espaço N - foto 2 @victorlucredi

 

 

 

 

 

“É sensacional ver como as coisas se transformaram de um ano para cá. Sabíamos que tudo mudaria artisticamente, burocraticamente e com relação ao nosso tempo. O Espaço N possibilitou novos projetos e energias, com os integrantes do Teatro da Neura e os artistas que ocupam a nossa sede, identificando-a como casa. Há também a comunidade local, que está entendendo que tem um centro cultural em sua rua. É muito incrível saber que o grupo compreende que, muito mais do que ser uma companhia teatral, é responsável por gerenciar um espaço de cultura. Tudo o que fazemos em nossa sede é sem o apoio dos poderes municipal, estadual e federal”, ressalta o fundador do grupo, que completa 12 anos de fundação em maio.

 

Cena

O Teatro da Neura, assim como ocorreu na inauguração do Espaço N, encerra o evento com uma cena. Trata-se de “O Evangelho Segundo o Teatro da Neura”, inspirado no Velho Testamento, a primeira parte da Bíblia. “Visitamos Jó, Apocalipse e algumas parábolas. De forma bem-humorada, mostramos a nossa condição de artista, com a luta constante de tocar um espaço, enfrentando pragas e com a fé de que elas não nos farão ruir. É uma brincadeira profética com o registro bíblico”, revela Nicodemo.