Vereador é assaltado dentro da Câmara, em Itaquá

Prédio não tem câmeras e vigia do estacionamento estava de folga. Parlamentar perdeu R$ 2,7 mil e celular, mas recuperou carro

 

Por Renan Xavier e Lailson Nascimento

 

O vereador de Itaquaquecetuba Armando Neto (PR) foi vítima de assalto dentro do estacionamento da Câmara Municipal, onde trabalha. De acordo com o boletim de ocorrência, o crime ocorreu na tarde de ontem (12), quando dois bandidos armados invadiram o prédio, abordaram o parlamentar e um assessor e fugiram do local levando o carro da vítima, além de celular, cartões de crédito e uma quantia de R$ 2,7 mil sacada horas antes. Ninguém ficou ferido.

A Polícia Militar localizou o veículo de Neto abandonado na Rua Araxá, Vila Virgínia, a pouco mais de um quilômetro do local do assalto. Nenhum dos pertences do vereador estava no carro. O caso foi registrado no 1º DP (Departamento Policial) de Itaquaquecetuba.  

A reportagem apurou que o crime ocorreu justamente no dia em que a vigia do local estava de folga. Uma vigia substituta, que trabalha em uma escola da Vila Zeferina, foi escalada para cobrir o posto. Segundo ela, um dos suspeitos aproveitou a saída de uma funcionária do parque para entrar no local e abordar o vereador. Ela não tentou impedi-lo por achar que era um funcionário.

“Ele estava até que bem vestido. Só vi que era ladrão porque embarcou no carro roubado, no banco de passageiro, junto com o comparsa dele”, narra a mulher. Ainda de acordo com ela, por não conhecer a rotina da Casa de Leis, acreditou que o suspeito fazia parte do quadro de servidores.

No momento do crime, a vereadora Adriana Aparecida Félix, a Adriana do Hospital (PSDB), também estava no estacionamento, mas não foi abordada. Segundo o boletim de ocorrência, havia além das vítimas e da vereadora outras três pessoas no local no momento do crime.

 

SILÊNCIO – Nenhum vereador tocou no assunto do assalto ou manifestou solidariedade ao colega na sessão parlamentar desta terça-feira (12). A GAZETA também pediu nota à presidência da Câmara sobre o incidente, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

O vereador Armando Neto não compareceu à sessão. Segundo sua assessoria de imprensa, ele estava na capital paulista, no DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) e não conseguiu chegar a tempo de acompanhar a sessão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *