A denúncia nas mãos para que a justiça aconteça

Da Redação / Arte: André Jesus

Os flagrantes proporcionados pelo celular já deram um recado curto e grosso, quem ‘pula’ fora da lei precisa se manter em constante vigília e dentro do círculo, porque um passo em falso certamente será ‘filmado’ por alguém, em algum lugar, que estiver de posse dessa “coisa do demônio”, como diriam os mais velhos. Cuidado com ela, porque tem sempre uma filmando você.

Vamos falar da situação ridícula exposta recentemente por um desembargador que, pelo cargo, deveria – ao menos se esperaria – que fosse um pouco mais polido e respeitador. Sim, foi esse cidadão lá em Santos que deu a famosa carteirada do tipo “sabe com quem está falando?”.

O desembargador foi nessa, contra a ordem dos fatos, ao se rebelar com um guarda municipal que apenas pediu ao excelentíssimo magistrado que ele usasse a máscara, como milhões e milhões de pessoas estão fazendo em todo o planeta.

O agente público cumpria ordens ditadas no município por meio de um decreto. Mas, o que é um decreto municipal diante de um desembargador que trabalha no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Aliás, o que é um guarda municipal para interpelar um desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

O analfabeto diante do jurista. Foi quase nesses termos o inglório embate quando o desembargador humilhou o agente público municipal que até então era um Zé Ninguém, mas que a partir daquele momento foi “adotado” por todos os Zés Ninguém que, igual a ele, são ofendidos por algum tipo de “otoridade” que se acha maior em alguma coisa.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*