Advogada pede a cassação de Marcia Bin antes mesmo dos 100 dias de governo

Farra dos empregos em Poá

Por Lailson Nascimento / Foto: Divulgação

A prefeita de Poá, Marcia Bin (PSDB), terá como marca dos primeiros 100 dias de gestão um fato inédito no Alto Tietê: o pedido de cassação do seu mandato.

Responsável por apresentar a denúncia à Câmara Municipal, a advogada Erivania Andrade El Kadri disse que só aguarda a volta das sessões para exigir a tramitação do pedido.

“Aguardo o retorno das sessões, com a certeza de que os vereadores serão unânimes pela criação da CEI, tendo em vista que se há uma denúncia, a função do vereador é determinar sua investigação, pois foram eleitos para fiscalizar os atos do chefe do Executivo e uma vez que há uma denúncia, fundamentada e com documentos instrutórios, não ha razão para ser contrário a investigação.”

Segundo a denúncia de Erivania, a prefeita realizou a contratação de 95 servidores em caráter emergencial, “sob a absurda justificativa de que tais contratações se dão em decorrência de corte na realização de horas extras por parte dos servidores municipais.”

“Não há qualquer situação de excepcional interesse público, mas sim uma situação caótica, principalmente na área da saúde, situação essa instalada pela própria prefeita para justificar a contratação de pessoas, a seu bel prazer,” concluiu.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*