Alesp recebe mais de mil sugestões da população para o Orçamento de 2022

A expectativa é que o orçamento para o próximo ano seja 17% maior que o de 2021, um total de R$ 286,5 bilhões

Da Redação / Foto: Divulgação Alesp

A Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) percorreu 8 mil quilômetros pelo Estado – distância equivalente a ida e volta do Oiapoque ao Chuí – em 26 audiências públicas da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento para ouvir a população sobre demandas ao Orçamento estadual do próximo ano. Até agora, mais de mil sugestões foram enviadas ao Legislativo paulista. E nesta quinta-feira, a comissão está realizando o último encontro na sede do Parlamento para obter as demandas da população.

O presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento (CFOP), deputado Gilmaci Santos (Republicanos), afirmou que o ciclo de reuniões deste ano teve um saldo muito positivo. “Eu, particularmente, estou muito contente por ter participado de todas as audiências públicas que nós tivemos em 2021. A gente conseguiu colher das autoridades, lideranças e das pessoas mais simples, suas necessidades, em relação ao orçamento 2022”, declarou.

Só pelas demandas cadastradas pelo site, 46% foram direcionadas à saúde. Para o parlamentar, além dessa área, a infraestrutura ligada ao transporte e a mobilidade foi uma das demandas mais apresentadas. “O pleito é geral em quase todas as regiões do interior”, disse. “Eu acho que o governo deveria dar uma atenção muito especial a esse setor”, pontuou.

Juntas, as áreas de educação, segurança, transporte, meio ambiente e cultura correspondem a 27,5% das sugestões enviadas pelo site.

Já as demandas locais e enviadas pelo WhatsApp serão incluídas no relatório final. De acordo com Gilmaci, a Comissão pretende atender o maior número de demandas possíveis. “São muitas e nós temos um limite no orçamento, mas vamos trabalhar para atender o máximo que puder, o máximo que for possível”, concluiu.

Lei Orçamentária Anual

A expectativa é que o orçamento para o próximo ano seja 17% maior que o de 2021, um total de R$ 286,5 bilhões, onde R$ 27,5 bilhões serão destinados a investimentos. Esses 13,3% também superam os 11,4% do ano anterior em investimentos, que beneficiarão áreas como a da saúde, educação, segurança pública, habitação, infraestrutura, logística, proteção social e geração de empregos.

Ainda de acordo com o texto, impostos devem ser reduzidos em 2022. Taxas de medicamentos e equipamentos de petróleo e gás serão zeradas. Já as de alimentos e bebidas serão reduzidas de 3,69% para 3,2% e de veículos 3,9% para 1,8%.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*