Armando da Farmácia lança o filho Ti como candidato a prefeito de Itaquaquecetuba

Após renunciar candidatura ao Executivo, ex-prefeito decidiu apoiar filho para a disputa ao cargo; republicano já foi secretário de Obras. Foto: Divulgação
 

Por Lailson Nascimento

De Itaquá

 

O bacharel em Direito Cristiano Soares Tavares, o Ti Filho do Armando da Farmácia, é o novo candidato a prefeito de Itaquaquecetuba pelo Partido da República (PR). Com pedido de candidatura já registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ti irá substituir Armando Tavares Filho, o Armando da Farmácia, que renunciou à candidatura nesta semana. O republicano terá como candidato a vice-prefeito o padre Alexandre de Miranda, do mesmo partido.

Apesar de disputar sua primeira eleição, Ti Filho do Armando da Farmácia possui experiência na área pública. Acompanhando o pai desde 1988 – quando este se elegeu pela primeira vez vereador de Itaquaquecetuba -, o candidato do PR sempre atuou nos bastidores políticos. “Fui secretário de obras entre 2009 e 2012, época em que tínhamos a usina de asfalto funcionando, o que nos permitiu implantar o maior projeto de pavimentação que a cidade já recebeu. Vale ressaltar que não era cobrado nada da população, ou seja, não era feito por meio de plano comunitário”.

Demonstrando conhecimento da cidade, o candidato a prefeito lembrou que sempre procurou melhorias para a cidade. “O programa de pavimentação foi uma ideia que dei ao meu pai quando ele se elegeu prefeito. À época, eu trabalhava como motorista de ônibus na Julio Simões e sofria na pele com as más condições das nossas vias. Portanto, tenho orgulho enorme por este projeto que desenvolvemos em Itaquá”.

 

Perfil

Nascido em Itaquaquecetuba e com 36 anos de idade, Ti é casado há 18 anos e pai de três filhos. Trabalhando desde os 11 anos de idade, já foi açougueiro, balconista, motorista de ônibus, entre outras atividades.

 

Armando da Farmácia

Ao Gazeta Regional, o ex-prefeito de Itaquaquecetuba alegou que a “perseguição política por parte do Mamoru (Nakashima)” fez com que ele desistisse de concorrer à prefeitura. “Ele (atual prefeito) foi o único a entrar com pedido de impugnação da minha candidatura. Talvez por que sabia que eu estava forte”. Temendo não conseguir resolver as pendências com a Justiça a tempo de prosseguir com a campanha, Armando preferiu retirar a candidatura. “A morosidade da Justiça poderia atrapalhar o nosso projeto de reconstrução de Itaquá. Por isso, decidi apoiar o meu filho Ti, que está plenamente capacitado para governar o município”, garantiu.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*