As colunas invisíveis do progresso!

Por Daniel Lucas Oliveira / Arte: Giovanna Figueiredo

Em 28 de outubro foi comemorado o Dia do Servidor. Estes trabalhadores são protagonistas no progresso das cidades, estados e País. São responsáveis pelo bom funcionamento do serviço público, que é a forma como a população tem acesso às condições necessárias para uma vida digna.

São as mãos dos Servidores que executam as políticas públicas, atendendo à população nas UBSs, Hospitais, Creches, Escolas, entre tantas outras atividades que visam garantir um município com respeito e acolhimento. Importante frisar que estes Servidores são as colunas invisíveis e não fazem parte do alto escalão, não têm privilégios, nem regalias. São os Servidores que estão com a mão na massa lutando para garantir as condições mínimas de trabalho, executar suas atividades e atender bem à população.

Portanto, 28 de outubro não foi um dia para comemorar. A categoria sofre ataques constantes dos atores políticos, pois com as suas gestões pífias comprovam total desconhecimento da essência do serviço público, a qual tem como protagonista o Servidor.

Não podemos ficar alheios ao movimento político partidário e o Servidor tem um papel fundamental nas eleições. É importante acompanhar de forma criteriosa as propostas dos candidatos, fazendo uma análise de quais deles realmente estão comprometidos com os interesses da categoria.

É necessário que todos saibamos que para além do candidato em quem se vota, há também uma proposta de governo a ser realizada pelo vencedor, com ações e medidas a serem implementadas que podem impactar de forma negativa ou positiva.

Como exemplo, há candidatos que defendem a terceirização, a destruição da Previdência, a diminuição dos salários, retirada da estabilidade, entre outras medidas, inclusive com os falsos pretextos de enxugar a máquina e moralizar o serviço público, falácias que devem ser combatidas.

Parabéns, Servidores: vocês são as colunas invisíveis do progresso! Vote consciente!

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*