Aulas presenciais no Alto Tietê devem retornar em março

Guararema é exceção; Atividades pedagógicas e de acolhimento devem ter início em fevereiro

Da Redação / Foto: Divulgação

Em reunião virtual extraordinária, o Conselho de Prefeitos do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) discutiu a retomada das atividades escolares de maneira gradual e com segurança. Por consenso da maioria, as atividades pedagógicas, didáticas e de acolhimento serão liberadas em fevereiro nas redes municipal, estadual e privada, com aulas presenciais a partir de março, dependendo da evolução da pandemia de coronavírus. Guararema é exceção

As dificuldades enfrentadas pelos municípios na questão dos recursos humanos devido ao grande número de servidores afastados e que fazem parte do grupo risco; assim como a necessidade da estruturação das unidades escolares aos protocolos de segurança e, principalmente, o cuidado em aguardar o início da imunização contra a Covid-19 e o pleito para inclusão dos profissionais da educação no grupo prioritário da vacinação, pesaram na decisão dos prefeitos de postergarem o retorno das aulas presenciais.

“Estamos nos preparando para uma retomada gradativa e com segurança pensando na saúde das nossas crianças, que são o nosso bem mais precioso. Em fevereiro, a maior parte dos municípios fará o ensino remoto e, esporadicamente, atividades pedagógicas de acolhimento, enquanto se avança na estruturação das unidades escolares e nos protocolos para retomada das aulas presenciais em março, as quais poderão ser em rodízio, de forma conjugada com o ensino híbrido”, resumiu o presidente Rodrigo Ashiuchi (PL) – prefeito de Suzano, após a reunião realizada na tarde de quinta-feira.

A evolução dos casos de coronavírus será decisiva para esse retorno das atividades, em especial, nos grupos de 0 a 9 anos e 10 a 19 anos. Paralelo a isso, os prefeitos seguem com as articulações e pedidos junto aos governos estadual e federal para que os profissionais da educação sejam inclusos no grupo prioritário da vacinação.

“Vamos monitorar as estatísticas e as decisões sobre a retomada das aulas poderão ser revistas a qualquer momento, dependendo da evolução dos casos. Além disso, mesmo com a retomada das atividades didáticas e de acolhimento, não deve ser obrigatória a presença de quem não se sentir seguro”, afirmou o presidente.

Das cidades da região, Guararema é a única que vai antecipar o retorno das aulas presenciais nas redes municipais para 18 de janeiro.

Agenda

No dia 2 de fevereiro os prefeitos do Condemat vão se reunir com o secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares da Silva, para um maior detalhamento do plano estadual de retomada das aulas e as adequações nos municípios.

Em paralelo, os representantes municipais trabalham na Câmara Técnica de Educação para debater e integrar estratégias de protocolo para retorno às aulas presenciais e discussões sobre a alimentação escolar durante o período de ensino remoto.

Participaram da reunião os prefeitos de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Salesópolis, Santa Branca, Santa Isabel e Suzano, além de representantes de Guarulhos e Poá.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*