Caio Cunha ou Marcus Melo: quem tem as melhores propostas para Mogi das Cruzes?

Depois de superarem o primeiro turno das eleições municipais, eles disputam a preferência de mais de 300 mil eleitores mogianos; analise parte dos planos de governo de cada um deles

Por Lailson Nascimento / Foto: Divulgação

A poucos dias das eleições municipais, a GAZETA traz um comparativo entre os planos de governo dos candidatos a prefeito de Mogi das Cruzes.

Enquanto Marcus Melo (PSDB) foca a maioria das propostas na continuidade das ações que já estão em andamento em seu atual governo, Caio Cunha (PODE) traz uma série de propostas que, a princípio, também têm relação com políticas públicas já existentes no município.

Analise nos tópicos apresentados.

Saúde

Marcus Melo promete concluir o que começou, com a implantação da Maternidade Municipal, do novo Pró-Hiper, clínicas especializadas na saúde do homem e da pessoa com deficiência, assim como ampliar e fortalecer o programa Saúde da Família, o atendimento médico-hospitalar de especialidades, o Mãe Mogiana, a assistência aos dependentes de álcool e drogas, além de viabilizar prótese dentária na rede municipal, dar continuidade às políticas de bem-estar animal, fortalecer a fiscalização dos Contratos com o Terceiro Setor e dar suporte assistencial aos pacientes pós-Covid-19. Ele não detalha, contudo, o percentual de aumento de gastos que os novos serviços vão impactar no orçamental municipal.

Já Caio Cunha trata da ampliação da cobertura e de mais qualidade da saúde preventiva, como Saúde da Família, além de uma inexplicável promessa de “suprimir a Pandemia de Covid-19, garantindo a vacinação completa dos grupos de risco e das crianças”, num momento em que a vacina não existe no mundo. Também fala que ampliará e qualificará a oferta de leitos, cirurgias, consultas, exames e medicamentos, com ações que já existem ou dependem de iniciativas do Estado ou da União; modernizará a gestão da saúde com tecnologia e transparência das filas; e aperfeiçoará mecanismos legais de parceria com Condemat. Não traz proposta para a causa animal.

Educação

Marcus Melo promete dar sequência à ampliação da Escola de Tempo Integral – sem informar quantas escolas estão previstas -, com novos Cempre, do programa de construção de novas creches, da faixa de atendimento do material didático de apoio (hoje, para educação infantil), da aprendizagem de novos idiomas, da oferta de educação inclusiva e do desenvolvimento de novos jogos educativos. Também em continuidade às iniciativas da sua gestão, propõe mais equipamentos de tecnologia educacional, como tablets e notebooks, fortalecer ações da Escola de Empreendedorismo e Inovação e a abertura das escolas municipais aos finais de semana e feriados.

Caio Cunha prioriza um diagnóstico da rede para gestão efetiva de informação, embora a Prefeitura já tenha o Sistema de Gestão Educacional, que mapeia toda a demanda. Seguindo o que faz a atual gestão, quer formar cidadãos com habilidades e competências para o futuro. Também promete rediscutir os sistemas de subvenção de creches para que as crianças recebam o mesmo tratamento e qualidade de ensino, assim como o de qualificação dos educadores das subvencionadas. Há ainda proposta de “parceria com agente externo avaliador”, que sugere contratação de empresa para avaliar os professores.

Segurança

Marcus Melo volta a apostar na continuidade e fortalecimento de ações já desenvolvidas, como concluir a Central de Inteligência, no Socorro, para ampliar integração entre forças policiais, reforçar novas tecnologias, o videomonitoramento, as políticas públicas de prevenção da violência (em especial, contra mulheres, jovens e adolescentes em vulnerabilidade social), o efetivo e capacitação da Guarda Municipal, os grupamentos especializados, como Patrulhas Maria da Penha e Rural, e a iluminação pública, além de manter o Programa de Atividade Delegada e implementar o Plano Municipal de Segurança.

Em seu plano de governo, o candidato Caio Cunha reedita ações já praticadas pela atual gestão com foco em prevenção da violência, prometendo, por exemplo, aumentar efetivo da Guarda Municipal, número de câmeras de segurança, qualificação dos guardas municipais, educação para o trânsito, iluminação pública, além de criar um Grupo Integrado de Comando e Controle para articulação permanente entre GCM e polícias – embora já exista o Pacto de Segurança, colegiado municipal que inclui Ministério Público e já desenvolve esta e outras funções. Também promete conselhos comunitários para identificar pontos de maior incidência de delitos.

Mobilidade

Com recursos internacionais já garantidos, Marcus Melo promete implantar as obras de mobilidade e desenvolvimento urbano, do Programa +Mogi Ecotietê, que inclui corredores viário ambiental e ciclovias, entre as regiões Leste e Central. Também constam do plano de governo oferta de mais ônibus e intervalos menores no transporte público, novos terminais em Brás Cubas e César de Souza, série de ações para os ciclistas e expansão das obras de acessibilidade, além de viabilizar, em parceria com o Estado, a integração física e tarifária entre os ônibus municipais e os trens da CPTM – embora já tenha prometido a mesma coisa nas eleições passadas.

No planejamento urbano, Caio Cunha promete ações constantes do Plano Diretor, atualizado nesta gestão. No transporte, propõe gestão profissional e técnica, além de defender serviço online já existente – rotas e horários de ônibus. Para ampliar fontes de financiamento do transporte visando baratear preço da passagem, promete três, sendo duas ilegais porque não podem ser aplicadas na redução de tarifa: recursos de multas de trânsito e contribuição de comercialização de combustível. A terceira é a exploração publicitária que exigiria a revogação da Lei Mogi Mais Viva para admitir busdoor, considerando que hoje ocorre só dentro dos ônibus.

Emprego

Marcus Melo propõe incentivar o surgimento de novas oportunidades de emprego em parceria com a iniciativa privada e implantar núcleos industriais voltados à instalação de pequenas e microempresas, além de incentivar ocupação industrial do Taboão, de forma ordenada e sustentável – apesar de a população local sempre reclamar da falta de infraestrutura na região. Melo também promete fortalecer o turismo e a instalação de empresas na área da tecnologia, assim como intensificar o Programa Mogi é Agro e viabilizar novos cursos de tecnologia de ponta, visando formar mão de obra qualificada e direcionada à nova economia.

De novo, o candidato Caio Cunha promete refazer trabalhos existentes, que ganham novos nomes, como o Plano de Atração de Investimentos. No segmento agrícola, a única inovação é criar a Casa da Agricultura Municipal. Há ainda a promessa de ampliar as modalidades de financiamento e captura de crédito, sem especificar de onde viriam os recursos, além de avançar na desburocratização e digitalização de processos, assim como ampliar e qualificar formação técnico-profissional utilizando estruturas criadas na atual gestão, como Polo Digital e Escola de Empreendedorismo e Inovação.

VEJA MAIS:

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Nenhum comentário sobre: “Caio Cunha ou Marcus Melo: quem tem as melhores propostas para Mogi das Cruzes?

  1. Marcos deichou.os mogianos em pAnico com o emposto não mereço ganhAr foi dois anos. Falta Marcelo. Brás. Dep. Que tem aguA e. Energia. Clandez. TinA. Emajinam agora. Que.estA. No. Pode r

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*