Câmara de Mogi suspende salários de vereadores suspeitos de corrupção

Funcionários do Legislativo envolvidos na investigação do Ministério Público vão ser exonerados

Da Redação / Foto: Divulgação

Na manhã de hoje (9), o TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) comunicou a Câmara de Mogi das Cruzes sobre o cumprimento dos mandados de prisão preventiva dos vereadores Mauro Luís Claudino de Araújo (MDB), Carlos Evaristo da Silva (PSB), Jean Carlos Soares Lopes (PL), Diego de Amorim Martins (MDB), e dos funcionários Willian Casanova (consultor para assuntos governamentais – lotado na Administração) e André Alvim de Matos Silva (chefe de gabinete parlamentar – lotado no gabinete do vereador Diego de Amorim Martins).

No comunicado, não houve menção ao vereador Antonio Lino da Silva (PSD), que também é averiguado no processo e, segundo informações, encontra-se foragido.

O presidente da Casa de Leis, Sadao Sakai (PL), determinou que fossem adotadas as medidas necessárias para que sejam suspensos os pagamentos dos subsídios dos referidos vereadores a partir da data da determinação das prisões preventivas, bem como dos funcionários detidos, os quais serão exonerados de seus cargos a partir de hoje.

Nesta quinta-feira (10) será encaminhado ao prefeito Marcus Melo (PSDB), um Requerimento assinado por todos os vereadores, solicitando ao chefe do Executivo que envie cópias, na íntegra, de todos os contratos, processos administrativos e editais relacionados com as investigações do Ministério Público, para que sejam tomadas as medidas necessárias.

A Câmara de Mogi se colocou à disposição das autoridades para colaborar com as investigações no processo que segue sob sigilo judicial.

CHICO BEZZERA – A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes informou que recebeu do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na tarde da última sexta-feira (4), uma determinação para o afastamento do vereador Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho (PSB) de suas funções, em razão de prisão preventiva na modalidade de prisão preventiva domiciliar.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*