Caminho de Damasco é aprovada por 95% de pacientes isabelenses

A OSS é responsável pela administração de UBSs, ESFs e Pacs na cidade

Por Will Siqueira / Foto: Bruno Arib

A OSS (Organização Social de Saúde) Caminho de Damasco e seus serviços prestados à saúde de Santa Isabel já obtém, em apenas três anos de atuação no município, 95% de aprovação dos isabelenses, que, por intermédio do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), têm contato direto com a instituição.

Depois de ter chegado ao município da Grande São Paulo, em julho de 2017, sob um contrato emergencial, a Caminho de Damasco venceu a licitação da prefeitura e iniciou, de fato, os trabalhos para cuidar da saúde pública local em janeiro de 2018. Daí em diante, passou a ser responsável pela gestão de 11 unidades de atenção primária do município, as quais são: duas UBSs (Unidade Básica de Saúde), sete ESFs (Estratégia da Saúde da Família) e duas unidades Pacs (Programa de Agentes Comunitários da Saúde), que ficam em zonas rurais.

“O município tem uma vasta área territorial; então, temos unidades localizadas na região central e cinco unidades localizadas nas áreas rurais: Unidade do Cachoeira, Ouro Fino, Pouso Alegre, Jaguarí e Montenegro”, enumerou Crislaine Loqueti Santos, coordenadora da Caminho de Damasco em Santa Isabel.

Segundo Crislaine, a responsabilidade da gestão é pela “atenção básica”, isto é, consultas com médicos gerais e médicos especialistas – ginecologista e pediatra, por exemplo. A OSS conta, também, com enfermeiros e dentistas.

“Com exceção dos Pacs e das duas UBSs, todas as unidades possuem uma equipe de saúde bucal”, disse. “Somando as equipes, temos nove dentistas; o munício tem cobertura total de saúde bucal.”

Com relação às consultas, apenas em 2018, de acordo com Crislaine, 99.171 pessoas foram atendidas pela Caminho de Damasco. Em 2019, 105.467 pacientes, e, em 2020, até o momento, 30.218.

“São consultas em geral para os diversos públicos, desde gestantes, no seu pré-natal, até pacientes com doenças crônicas (que não têm cura); além das consultas, realizamos visitas domiciliares, e todas as unidades de saúde executam essas visitas”, destacou.

A OSS possui atualmente 125 funcionários atuando em Santa Isabel.

“Executamos mensalmente treinamentos internos, prezamos muito pela capacitação frequente, tanto do administrativo como da equipe médica e de limpeza”, completou.

Além de Santa Isabel, a Caminho de Damasco está em mais oito municípios e possui mais de 1,2 mil colaboradores diretos e 300 indiretos (médicos e prestadores de serviço terceirizados).

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*