Colucci promete resgatar Ilhabela

Teria sido mais honroso se meus adversários, ao invés de tentar me tirar no tapetão, se mantivessem em suas campanhas’

Por Lailson Nascimento / Foto: Divulgação

O prefeito eleito de Ilhabela, Antonio Colucci (PL), o Toninho Colucci, recebeu o diploma de seu terceiro mandato na sexta-feira (18). Nas redes sociais, ele comemorou a diplomação. “Foram 10.266 votos de pessoas que confiaram nas propostas do nosso Plano de Governo Participativo e que podem contar com muito trabalho para realizá-las. Retribuirei cada voto trabalhando muito para construir uma Ilhabela melhor pra você.”

Nos bastidores políticos, entretanto, seguem as tentativas dos adversários em cassar o mandato de Colucci. Em entrevista ao LEIA, ele se declarou tranquilo em relação ao caso. Questionado sobre a insistência dos derrotados na eleição, ele foi direto.

“Acho que a própria Justiça responde essa pergunta. Desde a pré-campanha venho dizendo que seria candidato à Prefeitura de Ilhabela, assim como fui em 2018, para deputado federal, sendo o 2º suplente do partido com 30.996 votos. Tivemos nossa candidatura deferida, o que comprova que não tenho nenhuma condenação que me torna inelegível, muito pelo contrário”, esclareceu.

E apimentou: “ Posteriormente meus adversários, que diziam que eu não conseguiria sequer o registro de campanha, entraram com um recurso no TRE, pedindo o indeferimento do meu registro. Recentemente a Justiça, mais uma vez, respondeu por mim e tivemos o recurso impetrado pelos adversários, negado, por unanimidade de seis votos a zero, por desembargadores e juízes do TRE. Teria sido mais honroso se meus adversários, ao invés de tentar me tirar no tapetão, se mantivessem concentrados em suas campanhas, levando propostas às ruas, conversando com a população.”

Sobre a sua futura administração, Colucci foi questionado a respeito da retomada econômica do arquipélago. No entendimento dele, uma das saídas é o turismo, que, em sua opinião, está prejudicado antes mesmo da pandemia de Covid-19.

“A questão da queda no turismo de Ilhabela é algo que ocorre até antes da pandemia do coronavírus. Eu sempre digo que a ‘vacina’ que Ilhabela precisa, para resolver a questão do turismo e da cidade em si, pode ser resumida em uma única palavra que há quatro anos foi esquecida: gestão”, cravou.

Sobre o futuro mandato, o prefeito eleito resumiu: “Podem esperar um prefeito com experiência na vida pública, que aprendeu com os erros e acertos de oito anos de governo e que vai trabalhar – e muito – para construir uma Ilhabela melhor para todos. Com dignidade, educação e geração de renda e emprego para o município.”

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*