Consciência Negra: Dia de ser consciente no respeito

Em comemoração a data a GAZETA traz um texto especial

Por Lauro Trindade / Foto: Divulgação

O canto de lamento ecoa dentro do navio negreiro, homens e mulheres que eram soberanas em suas nações agora encaram os mares inteiros.

Presos em prisões, pessoas que foram roubadas em seus sonhos desde sua raiz agora atravessam os mares para viver em uma nova terra sem sonhos e sem perfis.

Escravizados, humilhados, perseguidos, mortos açoitados, não havia limites para brutalidade Só havia chicote e maldade.

Ao longo do tempo vivendo e lutando por um mundo melhor empoderando os seus filhos a se reconhecerem como uma nação e não alguém que estava destinado inicialmente a ser o pior entre seus “irmãos”.

Muitas lutas e dificuldades ao longo do tempo se passando, sempre vivendo à beira do preconceito do racismo de muitos que Nunca entendiam aquilo como engano.

Não era possível andar na cidade, por que para muitos era vadiagem é sabido que a abolição foi o grande engodo porque o que antes estava escravo com grilhões agora é escravo nas mentes e nos corações.

Mas tudo na vida passa e o tempo também, a Vida nós traz reflexões pra mudar, amém, então se acreditou que talvez algo fosse mudar há meu querido e minha querida isso não foi verdade porque infelizmente o coração do homem repleto de maldade em muitos momentos não fala o que pensa e Nem expressa o seu preconceito mas na calada da noite na surdina mostra que está insatisfeito.

A dor é constante e a marca marcante pois ela é na alma e não apenas no corpo , é na mente e não é esboço.

Então chegamos hoje ao dia da consciência e o que se espera é que alguns tenham ciência de que a escravidão é uma mancha que não se apaga com detergente, não se dilui com água e magoa a gente.

Dia da consciência negra hoje e sempre pra mim, pra você e pra toda gente.

Dia de ser consciente no respeito.

De ser recíproco e ser humano, dia de ser apenas gente.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*