Conselho Municipal de Educação de Mogi pede a suspensão do retorno às aulas presenciais

Nesta segunda-feira (31) está previsto o retorno das creches e pré-escolas; Prefeitura afirma que está analisando de perto e que vai criar um espaço de escuta e diálogo sobre o tema

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

O Conselho Municipal de Educação de Mogi das Cruzes protocolou na prefeitura um pedido para suspensão da retomada das aulas presenciais para alunos da Educação Infantil e Creches da rede municipal de Ensino, que estão previstas para segunda-feira (31). A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou que está analisando os indicadores epidemiológicos no município e fazendo um intenso processo de escuta de todos os setores da sociedade.

Sete pontos foram abordados na reunião do Conselho de Educação, que aconteceu na segunda-feira (24), dentre eles a vacinação dos profissionais de educação, a estrutura das unidades escolares municipais e subvencionadas e a possibilidade de testagem de todos os alunos. Por fim, o colegiado indicou a suspensão das aulas.

No pedido enviado à prefeitura, o órgão pede que o retorno não aconteça na próxima semana, para que haja mais organização do segmento para dar segurança aos alunos, professores e funcionários. Outra reunião do Conselho Municipal de Educação da cidade para discutir o tema está prevista para esta sexta-feira (28).

Prefeitura analisa o pedido

Sobre o tema, a Prefeitura de Mogi disse que tem avaliado e acompanhado constantemente a situação de todas as unidades escolares com relação aos protocolos de segurança sanitária exigidos. Destacou ainda que para aprofundar a escuta e o diálogo, está formando o GAEPE (Gabinete de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação), que deverá reunir representantes do Executivo, Legislativo, Judiciário e da sociedade civil em torno das discussões do retorno das aulas. O grupo é uma ampliação da Brigada da Pandemia na Educação.

“Desta forma, será possível informar em breve as definições sobre os próximos passos do retomada às aulas presenciais. Importante destacar que a Secretaria Municipal de Educação tem feito um trabalho de readequação das escolas e capacitação dos servidores para que o retorno gradual às aulas seja seguro e focado no cuidado e proteção à vida”, concluiu a administração.

O retorno das aulas presenciais na cidade vem acontecendo de forma gradual. No dia 24 de maio foi a vez alunos do 6º ao 9º ano no Cempre Benedito Ferreira Lopes e da Educação de Jovens e Adultos (EM Coronel Almeida e Escola de Empreendedorismo e Inovação – EEI), além dos cursos profissionalizantes oferecidos em unidades do Crescer.

Na próxima segunda-feira (31) está previsto o retorno das turmas de creche e pré-escola, somente nas escolas municipais e subvencionadas adequadas ao protocolo sanitário. Já as turmas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental devem retornar presencialmente no dia 7 de junho. Após essa data, segundo a Secretaria de Educação, a cada semana serão abertas novas escolas com a condição de que tenham cumprido integralmente o protocolo sanitário.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*