Denúncia sobre o Plano de Carreira em pauta na Câmara de Salesópolis

Cresce a expectativa sobre o avanço ou o arquivamento da denúncia na Casa de Leis para a próxima semana

Da Redação / Fotos: Divulgação

A circulação nas redes sociais de um suposto holerite com informações sobre o salário que uma funcionária da Câmara Municipal de Salesópolis teria recebido no mês de junho, superior a R$ 18 mil, tem causado indignação no município.

O aumento dos salários dos servidores do Legislativo, entretanto, já tem sido alvo de críticas desde o início do ano, quando Nilton Roland, que inclusive é funcionário da Câmara, denunciou supostas irregularidades no processo de aprovação do Plano de Carreira ao MP-SP (Ministério Público de São Paulo), ao TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) e à Comissão de Ética da Casa de Leis.

Esta semana os parlamentares que compõem a Comissão devem apresentar os seus pareceres quanto à denúncia de Roland, que pede a anulação do Plano de Carreira e a cassação do mandato do presidente da Câmara, Nilson Satolu (PSDB).

A GAZETA tentou adiantar os resultados com os vereadores. Serginho Daurora (PL), único que falou com a reportagem, afirmou que vai votar pelo prosseguimento da denúncia.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*