Eduardo Boigues retoma controle da UPA e do CS-24h para a Prefeitura de Itaquá

Medida visa melhorar o atendimento e, ao mesmo tempo, apurar supostas irregularidades no contrato com a Santa Casa de Birigui

Por Lailson Nascimento / Foto: Verônica Ribeiro – Divulgação

A Prefeitura de Itaquaquecetuba retomou o controle de gestão da UPA do Jardim Caiuby e do CS-24h (Centro de Saúde) para a administração municipal. A decisão, que foi oficializada hoje (18), no Diário Oficial do Município, vai ocorrer por meio de intervenção. O prefeito Eduardo Boigues (PP) fez questão de visitar as duas unidades, durante o período da manhã, para comunicar o fato aos pacientes e, principalmente, aos funcionários das unidades de saúde. A cidade também vai inaugurar 25 leitos de enfrentamento à Covid-19.

Segundo o decreto de intervenção, logo no início da gestão a Secretaria Municipal de Saúde – que é comandada pelo secretário Edson Rodrigues, o Edson da Paiol -, recebeu um ofício subscrito por todos os médicos plantonistas anunciando que iriam paralisar os atendimentos por conta da inexistência de contrato e de pagamento por parte da “Santa Casa de Misericórdia de Birigui” desde o final de dezembro de 2020. A OSS (Organização Social de Saúde) assumiu os serviços de urgência e emergência na cidade em abril de 2020, durante a gestão Mamoru Nakashima.

Devido à situação, o prefeito decidiu intervir no contrato antes mesmo de seu término, programado para abril.

“Hoje estamos assumindo todo o contrato de gestão existente entre a administração municipal e a Santa Casa de Birigui, para que possamos fazer o gerenciamento e administração dos recursos humanos, da compra e aquisição de medicamentos e insumos hospitalares, da classe médica, enfermagem, enfim, nós vamos ter relação direta com toda a equipe. Vamos operacionalizar tudo até que a gente termine a auditoria do contrato, apure as irregularidades já inicialmente apontadas e, aí sim, com prazo maior, a gente defina o futuro da OSS na cidade”, explicou o prefeito.

Enquanto realiza a auditoria, que deve durar 90 dias, a gestão Boigues também pretende lançar licitação para contratação de uma nova organização de saúde.

“O contrato com a Santa Casa de Misericórdia de Birigui vai até abril. O que nós pretendemos? Já iniciar um novo processo licitatório enquanto apuramos essas irregularidades e, com esse prazo de 90 dias, até o contrato se findar, a gente operacionaliza tudo, e aí sim, depois de uma licitação limpa, honesta, transparente, a gente possa ter outra entidade para nos ajudar a cuidar da saúde de Itaquá”, antecipou.

Cidade vai ampliar atendimento para Covid-19

O prefeito também anunciou, à GAZETA, que Itaquaquecetuba deve ampliar o atendimento a pacientes diagnosticados com Covid-19 ainda essa semana.

“A gente vai inaugurar mais 25 leitos, sendo 20 de enfermaria e cinco de UTI onde já era para ter sido inaugurado, que também está no contrato a Birigui e que até hoje não ocorreu, que é o Centro de Saúde Infantil. Então lá, até nós podermos ter mais tempo de inaugurar o nosso atendimento infantil, vamos montar um covidário, até para que a gente não regrida de fase no Plano São Paulo de enfrentamento à pandemia, ou seja, não volte para a fase vermelha, porque aí vai restringir todo o direito de ir e vir, e aí prejudica a cidade como um todo”, ponderou.

Por fim, Eduardo Boigues falou sobre a ansiedade do município em receber as doses da vacina CoronaVac.

“Estamos na ansiedade de o quanto antes receber as doses da vacina. O que já temos pronto é o nosso programa de imunização. Em breve vamos divulgar onde serão os postos, como será o funcionamento, o horário, porque algumas questões dependem do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê). A região vai realizar a vacinação de maneira igualitária, evitando que moradores de outras cidades migrem para aquelas que estendessem os horários de vacinação”, concluiu.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*