Em Poá, projeto de futebol embala o sonho de meninas

A Rede Gerando Falcões mantém viva e ativa esta esperança de seguir na profissão

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

O amor pelo futebol feminino ganhou uma nova dimensão este ano, com a primeira transmissão ao vivo pela televisão aberta e de grande alcance da Copa do Mundo Feminina.  A sensação entre as mulheres é de que a modalidade, finalmente, está começando a ser valorizada.

No entanto, a luta dessas mulheres por mais visibilidade, maior cobertura de mídia, mais incentivo para que elas se desenvolvam no futebol, mais campeonatos, mais oportunidades e o mesmo nível de reconhecimento que possui o futebol masculino no Brasil.

Caberá a agências internacionais, instituições públicas, privadas e sociedade civil organizada, o papel de garantir que as esperanças e sonhos dessas meninas no esporte e na vida não terminem com o apito do juiz no final da Copa.

REGIÃO – Em Poá, a Rede Gerando Falcões mantém viva e ativa esta esperança desenvolvendo um projeto que conta com 30 meninas, moradoras de áreas carentes da cidade com idades entre 11 a 17 anos.

Para elas o futebol tem vários sentidos: vai da paixão ao simples passatempo. Ser uma profissional ainda não está no horizonte das garotas. Porém, elas não descartam a possibilidade de um dia chegar ao estrelato como a Rainha Marta alcançou.

SERVIÇOS – Os treinos acontecem todas as quartas-feiras a noite na quadra da Escola Professor José Antonio Bortolozzo, onde também funciona o Polo Cultural da Rede Gerando Falcões.

Além das atividades específicas, também são programados jogos amistosos e a participação em campeonatos regionais.

Para fazer a matricula no projeto a interessada deve ter entre 10 e 17 anos, e dirigir-se com documentos a Rua Nitéroi, 96 — Cidade Kemel A inscrição é gratuita.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.