Em que País vive o capitão presidente?

Da Redação / Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu romper com a realidade para governar um País onde não existe 13 milhões de desempregados. Pessoas abaixo da linha da miséria não passam fome, ninguém ataca – e todos respeitam – o meio ambiente. O nazismo integra a ideologia de esquerda, a Terra é plana e é chato e leviano todo aquele que tenta tirá-lo do País das maravilhas para a dura realidade brasileira.

Para ele é ficção os números trazidos por órgãos oficiais que se esmeram em mostrar o mundo real, nu e cru, intencionando que a partir da visão da realidade cruel e assustadora que nos cerca aconteçam políticas públicas com o objetivo de saná-las. Bolsonaro afasta a ideia do real porque não tem plano real para dar resposta aos males que afetam a população do País.

Alguns segmentos da psicologia falam sobre pessoas que, uma vez tendo dificuldade de lidar com a realidade, procuram eliminá-la simplesmente negando-a, assim fica mais fácil levar a vida. O problema que não existe não precisa de solução. Os 13 milhões de desempregados, a fome, a miséria, não existem. É só uma coisa que colocaram na cabeça de algumas pessoas que adoram divulgar desgraças. Não conseguem dar notícias boas.

O presidente não é de todo ruim. Ele é legal e divertido! Tá ok? Como também são Alice e o seu País, Peter Pan na Terra do Nunca, o pequeno Mundo Mágico de Bob. E o Brasil de Bolsonaro.

Esse editorial de va-ga-bun-do foi parido da entrevista de Bolsonaro a correspondentes de jornais estrangeiros, para quem ele disse. “(…) passar fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem, aí eu concordo. Agora, passar fome, não. Você não vê gente, mesmo pobre, pelas ruas, com físico esquelético, como a gente vê em alguns outros países pelo mundo.”

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.