Em 'queda de braço com o Litoral Norte', Doria consegue reabertura da Tamoios para turistas

Governador pediu a liberação da estrada ao TJ-SP, que concedeu; prefeito de Caraguá pede bom-senso aos turistas

Por Lailson Nascimento – Foto: Divulgação

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) suspendeu, no domingo (22), as medidas liminares que impunham bloqueios parciais nas rodovias que dão acesso às principais cidades do Litoral Norte e Litoral Sul de São Paulo, entre elas a Rio-Santos, Tamoios e Oswaldo Cruz. O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior (MDB), prometeu recorrer.

A decisão acolheu a tese apresentada pela PGE (Procuradoria Geral do Estado), reconhecendo que as medidas liminares expedidas na sexta-feira (20) configuram evidente lesão à ordem pública, na medida em que “obstaculizam ou dificultam o adequado exercício das funções típicas da administração pelas autoridades legalmente constituídas, comprometendo a condução coordenada das ações necessárias à mitigação dos danos provocados pela COVID-19”.

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior – Foto: Marcelo Fontes

O prefeito de Caraguá afirmou discordar da visão da PGE, “pois era uma ação pontual.” “As medidas foram tomadas visando a proteção da vida da população na cidade, e também para manter a integridade do nosso sistema de saúde, que hoje tem a capacidade de atender somente os moradores”, explicou Aguilar Junior.  

Apesar da situação, o prefeito avisou que vai recorrer da decisão e acrescentou que espera o bom-senso dos turistas nesse momento de pandemia. “O governador determinou quarentena a partir de amanhã em todo o Estado, então esperamos que a população tenha consciência e fiquem em suas casas. Nossos hotéis, pousadas e comércios estão fechados”, avisou o prefeito.

“Temos um número pequeno de respiradores na região e não sabemos até onde vai chegar essa pandemia. Agora a nossa luta para abertura imediata do Hospital Regional do Litoral Norte, porque temos pacientes na UTI. Não podemos perder vidas”, concluiu Aguilar.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*