Estado de São Paulo é o 2° pior em transparência

O levantamento foi feito entre os dias 12 e 19 de maio sobre as contratações emergenciais durante a Pandemia

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

Um levantamento feito pela ONG Transparência Internacional no Brasil, aponta que o Estado de São Paulo é o segundo pior em transparência dos governos estaduais em contratações emergenciais durante a pandemia. São Paulo é o epicentro da pandemia do Coronavírus no país.

Rondônia ocupa a última posição e Espirito Santo é o primeiro no ranking. O levantamento analisou dados disponibilizados pelos 26 estados e pelo Distrito Federal, além das 27 capitais, em portais da transparência, sites e redes sociais. Foi avaliado entre os dias 12 e 19 de maio contratações de serviços e profissionais.

O sistema estabelece pontos de 0 a 100 a cada estado.  De 80 a 100 pontos foram classificados como ótimos; de 60 a 79, bons; de 40 a 59, regulares; de 20 a 39, ruins; e de 0 a 19, péssimo. Nenhum foi classificado nesta última categoria.

No ranking das capitais, São Paulo, aparece em 9°lugar com 49,3 pontos, um índice considerado regular.

Transparência Paulista

O Governo de São Paulo instalou uma Corregedoria Setorial Extraordinária para acompanhar e monitorar compras de bens e insumos, parcerias com o setor privado e demais ações de combate à pandemia de Covid-19 em São Paulo. A nova Corregedoria foi mobilizada pelas Secretarias de Governo, Saúde, Educação e de Desenvolvimento Social.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*