Filló resume em livro que Abdelmassih forjou doença para ficar preso em casa

Por Gabriel Dias / Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló, que recentemente publicou o livro “Diário de Tremembé – O presídio dos famosos”, que conta histórias de réus agressivos à sociedade brasileira e que estão presos no complexo penitenciário de Tremembé (no Vale do Paraíba), revelou outro lado também desconhecido pela Justiça. Por meio de depoimentos citados nas páginas de sua obra literária, Filló publicou supostas “trapaças” realizadas pelo médico Roger Abdelmassih, como por exemplo, fingir estar doente para cumprir prisão domiciliar.

Condenado a 181 anos de prisão por fazer inúmeras vítimas de estupro em suas cirurgias de inseminação artificial, Abdelmassih conseguiu liminar na Justiça para cumprir a pena em casa, o que acontece desde 2017. Por outro lado, o que chama atenção, agora da Justiça, foi o fato de Abdelmassih ter conseguido atestados médicos que comprovavam problemas de saúde, mas que na verdade, eram supostamente manipulados.

Diante da juíza Sueli Zeraik, de São José dos Campos, o médico Carlos Sussumu, preso por extorsão, e fonte do livro de Acir Filló, sugeriu a Abdelmassih remédios para complicações cardíacas, com objetivo de levá-lo a cumprir pena domiciliar.

Sussumu disse à juíza interferir e prescrever medicamentos para apenas manter o quadro clínico de Abdelmassih estável, sem grandes complicações.

Como forma de esclarecer os fatos, a juíza perguntou ao médico Sussumu se Abdelmassih levaria uma vida normal caso tomasse todos os medicamentos corretos. “Com certeza. Tanto é que ele está há dois anos em prisão domiciliar e está vivo. Se ele tivesse uma falência do coração a nível 4, essa hora já estaria morto”, respondeu Sussumu.

O médico ainda disse à Justiça que em 2017 forneceu relatório clínico a Abdelmassih não condizente com a realidade. No entanto, quando a juíza perguntou a ele se o laudo era falso, o médico respondeu: “Falso não. Que não condizia com a verdade.”

Em nota, a defesa de Abdelmassih diz que o seu cliente está sim com a saúde fragilizada, e que seu tempo de vida é curto e com grandes limitações físicas.

Agora está nas mãos da justiça declarar se Abdelmassih volta ou não para Tremembé.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.