Gaari realiza em Itaquaquecetuba o maior programa de castração gratuita do Brasil

Em parceria com um médico veterinário da cidade, a ONG já castrou 14 mil cães e gatos

Por Will Siqueira / Foto: Divulgação

O Gaari (Grupo de Apoio aos Animais de Rua de Itaquaquecetuba) existe faz cinco anos (foi fundado em 1 de junho de 2015) e foi fundado por um grupo de amigos os quais tinham como objetivo incentivar o respeito aos animais de estimação e aos animais de rua, divulgando as leis que os protegem, sempre promovendo campanhas educativas em prol da causa animal.

De acordo com Lessandra Gonçalves, 38 anos, presidente da instituição, o Gaari é uma ONG sem fins lucrativos.

“Nosso trabalho tem como principais frentes a luta contra os maus tratos, o resgate de animais abandonados, atendimento solidário e castração voluntária”, diz.

Lessandra defende a causa animal há dez anos e participou da fundação do Gaari. A ONG recolhe animais, os castra e organiza doações deles.

“É importante não confundir os animais resgatados com as castrações. Retiramos 1,2 mil animais das ruas de Itaquá, que foram tratados, castrados e doados. Agora, castrações, foram 14 mil em Itaquá; juntando com Poá e Ferraz, dá 18 mil”, explica a presidente da ONG.

O Gaari tem uma parceria com o médico veterinário Edson Rodrigues, o Edson da Paiol, o qual, segundo Lessandra, criou o maior projeto de castração gratuita do Brasil, que é o Castramóvel.

“Funciona assim: o ônibus vai até os bairros de Itaquá para que as pessoas tenham o acesso para castrar o seu animal; ele [Castramóvel] só está suspenso devido à pandemia. Com o Castramóvel atendemos Itaquá e Ferraz, e os animais podem ser castrados no Castramóvel e no próprio Gaari”, esclarece Lessandra.

Ela ressalta que o Gaari atende pessoas de diversos lugares, inclusive de fora do Alto Tietê. “Eu atendo os pedidos, sim, por exemplo, no caso de Guarulhos [município que não faz parte do Alto Tietê]. Tudo de maneira gratuita.”

“Tem uma fila de espera de mais de 500 animas para serem castrados. Cães e gatos. O agendamento é feito somente pelo WhatsApp. O dono do animal fica aguardando e quando chega sua vez, entramos em contato. A gente sempre trabalhou com mutirões, nunca tive uma fila de espera tão grande, estou tendo agora por causa da pandemia”, afirma Lessandra.

Mais informações podem ser obtidas pelo WhatsApp (11) 947631206 ou Facebook: Gaari.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*