Gian Lopes virou as costas para a Vila Varela, reclamam moradores

Falta de atuação política do prefeito de Poá no bairro faz população se revoltar com os problemas do cotidiano

Por Gabriel Dias / Fotos: Bruno Arib

Nesta edição, a GAZETA foi até o bairro Vila Varela, em Poá. Na divisa com Itaquaquecetuba, a região é rodeada por empresas e tem grande parte de suas ruas ocupadas por caminhões carregados ou à espera do carregamento.

No bairro, a reportagem constatou inúmeros problemas, no entanto, os principais estão relacionados à coleta de esgoto que, segundo moradores, não há, e também a falta de vazão da água da chuva, que não tem por onde escorrer.

Moradores reclamam da falta de pavimentação em algumas ruas. A comerciante Cristiane da Silva, 39, diz que nunca houve asfalto no bairro e que cada morador paga de seu bolso para jogar restos de cimento em frente às residências. “Prefeito [Gian Lopes] nunca veio aqui. De tudo que a gente precisa, somos nós que corremos atrás com nosso suor. O difícil é isso, é depender de político para viver.”

Muitas famílias do bairro convivem com o cheiro fétido de esgoto que corre a céu aberto e sem nenhum tipo de tratamento.

A dona de casa Helenilda Santos, 43, e a aposentada Leonice dos Santos, 70, sofrem em épocas de chuvas com a água que fica represada em frente às suas residências. “A água não tem vazão nenhuma. Quando chove vem água de todo lado, e o local por onde a água deveria correr é estreito para o grande volume, o que faz com que as casas alaguem, causando prejuízo para as famílias. Para resolver é fácil, basta a prefeitura querer”, diz a aposentada Leonice, que acrescenta: “Nós sofremos muito, mas ninguém ajuda.”

A iluminação no bairro também é um dos pontos que ficam a desejar, segundo os moradores. Ao longo da noite, as luzes não ascendem, deixando perigosos os acessos às casas e em algumas ruas do bairro. “Fica ruim não ter luz, ainda mais para a gente que mora aqui”, diz Beatriz Fraga, 24.

SILÊNCIO DA PREFEITURA – A reportagem enviou um questionário para a Prefeitura de Poá solicitando esclarecimentos sobre os problemas citados nesta matéria, no entanto, a prefeitura não respondeu a nenhuma pergunta.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*