Gondim comprova que conquistou o AME para Mogi

De acordo com Gondim, inúmeras emendas dele contribuíram com o município. “Mas isso não aparece porque não é asfalto”, alfineta. Foto: Divulgação

 

Por Lailson Nascimento 

De Mogi

 

Após ser vítima dos ataques do prefeito de Mogi das Cruzes, Marco Aurélio Bertaiolli (PSD), o deputado Luiz Carlos Gondim (SD), o Dr. Gondim, recebeu a equipe do Gazeta Regional com exclusividade e se declarou tranquilo. Encarando o embate iniciado por Bertaiolli como um desrespeito à população mogiana, Dr. Gondim classificou a postura do mandatário mogiano como “lamentável, deselegante e anti-ética”. “Ele está se perdendo, trocando o posto de chefe do Executivo pela postura de alguém que é do Legislativo”, completou.

Antes de rebater as críticas feitas por Bertaiolli, o deputado fez questão de explicar de que modo tem desempenhado o seu papel como parlamentar. “É preciso, antes de tudo, deixar claro que a principal função de um deputado é fiscalizar o governo estadual. Depois disso, temos também a obrigação de fazer projetos e indicar melhorias para as regiões que representamos. Como ainda não fui prefeito, realmente não teria condições de executar alguma coisa”.

O esclarecimento vai de encontro à crítica de Bertaiolli, que cunhou o apelido de “Pinóquio” ao deputado por entender que Dr. Gondim não tem um legado de conquistas para a cidade. Nesse sentido, o parlamentar demonstrou o porquê o prefeito está equivocado. “Como deputado, sempre priorizei as áreas da Saúde, Assistência Social e Habitação, além de manutenção de estradas e Segurança. Faço isso porque, como explicado, não tenho a função de executar, mas sim de legislar”.

De acordo com Gondim, inúmeras emendas dele contribuíram com o município. “Mas isso não aparece porque não é asfalto”, alfineta. “Eu apenas indico o que acho importante, e as áreas apontadas anteriormente são importantes, na minha visão. Tenho orgulho em ajudar a Santa Casa de Mogi todos os anos. Tenho orgulho de ajudar os projetos sociais da cidade e de outros municípios. É dessa maneira que a população tem reconhecido o meu trabalho. Até porque, já fui deputado cinco vezes. Portanto, meu projeto tem dado certo”, complementou.

Para exemplificar as emendas de sua autoria, Dr. Gondim citou verba de R$ 38 milhões para obras de implantação de água tratada e redes de esgoto nos bairros da Divisa (convênio com a Sabesp). Outra obra estruturante foi a da reforma do Conjunto Toyama, que contou com emenda de R$ 15,8 milhões do deputado.

Na saúde, Dr. Gondim conseguiu a troca de todos os ventiladores da UTI da Santa Casa de Mogi das Cruzes; troca das camas dos pacientes do hospital filantrópico; construção de banheiros para a ala da ortopedia, sendo um para deficientes e outros dois para homens e mulheres. Para o parlamentar, “enquanto tiver uma pessoa com febre, dores, câncer, ou qualquer outra enfermidade, eu vou primeiro atender as pessoas para depois me preocupar em tapar buracos ou fazer asfalto”.

 

Autoria de projetos

Dentre outras coisas, Bertaiolli se sentiu ofendido com o fato de Dr. Gondim ter declarado, durante a campanha, que foi autor do projeto de construção do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) da cidade. “A luta pela conquista do AME foi iniciada em 2006, sendo que o Bertaiolli assumiu a vaga de deputado suplente em 2007. Mesmo assim, nunca quis a autoria dos projetos só para mim. Inclusive ele próprio, como prefeito, inaugurou a obra e ficou tudo certo. Assim como esse projeto, tenho vários outros que foram assinados conjuntamente com os outros parlamentares da região. Agora, na volta à Assembleia, solicitei uma nova AME para a cidade. E vai ficar para o próximo prefeito inaugurar. Não tenho o perfil arrogante de achar que eu sou o melhor, que só eu conquisto as coisas”.

 

Campanha

No entendimento de Dr. Gondim, a fúria de Bertaiolli vai além do que o atual prefeito classificou como mentiras. “Eu mostrei, na televisão, o rio do Fedor, onde a prefeitura cobra por um esgoto que é canalizado diretamente no Córrego dos Canudos. E isso doeu. Talvez a população não tenha entendido, mas eu mostrei que Mogi pode mais porque, entre outras coisas, na campanha, me deparei com um grupo de 10 mil idosos com sequelas que têm à disposição um único Centro Dia do Idoso, com capacidade de atendimento para 30 pessoas. Também encontrei crianças e jovens que não têm atividades para fazer após a escola nas periferias. Portanto, continuo acreditando que Mogi pode mais, porque presenciei essas situações e sei que estava preparado para mudar essa realidade”.

Ainda sobre a campanha, o deputado se sentiu vítima do bombardeio jurídico do adversário tucano. “Eles processaram praticamente todas as minhas propagandas na televisão. Entretanto, todas as ações foram arquivadas, com exceção de uma, que eles pediram recurso. Inclusive, a TV Diário entrou com censura previa no último vídeo, que acabou sendo liberado pela Justiça Eleitoral. Neste caso específico, eu estava comprovando que quem comprou suco de laranja e que é objeto de escândalo político não sou eu. Mas vou entregar a delação premiada à Promotoria de Justiça de Mogi e o caso será esclarecido”, apontou.

 

Futuro

De volta à Assembleia, o parlamentar promete continuar sendo representante de Mogi das Cruzes e região. “Nunca fui e jamais vou ser vaquinha de presépio do governador. Inclusive, na minha volta, fui parabenizado pelos próprios líderes do PSDB, que sabem que eu sou um contraponto na Assembleia. É dessa forma que continuo o meu trabalho”, concluiu.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*