Hospital Santa Maria de Suzano amplia testes para diagnóstico de Covid-19

O resultado sai em aproximadamente 15 minutos e pode ser essencial para adiantar o tratamento

Da Redação / Foto: Divulgação

O Hospital Santa Maria de Suzano, mantendo a ampliação de investimentos no enfrentamento à pandemia e acompanhando a tecnologia com descobertas atualizadas, passa a disponibilizar em sua estrutura o teste rápido de antígeno para diagnóstico da Covid-19. O resultado sai em aproximadamente 15 minutos e pode ser essencial para adiantar o tratamento e acompanhamento médicos.

Este procedimento, indicado a partir do terceiro dia dos primeiros sintomas, é feito com secreções do nariz e faringe e não tem cobertura por parte dos planos de saúde. A precisão estimada é de 99%.

 Já os testes rápido e de presença de anticorpos, realizados com uma gota de sangue, recomendados após sete dias das manifestações iniciais, permanecem disponíveis pelo mesmo valor, com resultados previstos em 15 minutos e quatro dias, respectivamente. Todos custam R$ 250,00 cada.

A instituição de saúde também realiza, com acesso gratuito através dos convênios credenciados e por R$ 300,00 para particulares, o exame padrão ouro do tipo RT PCR, que pode encontrar as variações do novo coronavírus.  Este método diagnóstico – o tempo estimado é de quatro dias para o resultado – utiliza alvos genéticos diferentes dos genes codificadores da proteína S, que foi a que sofreu variações nas mutações recém-descoberta, e conta, a exemplo do exame de anticorpos, com análise do Laboratório Albert Einstein, que presta serviços para o Hospital Santa Maria. Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone 4746-5188.

Com vocação e cumprimento de metas a serviço da ciência, a instituição de saúde se transformou em um centro de estudos e estatísticas da evolução da Covid-19 e se coloca à disposição das autoridades para contribuir com estratégias eficientes de proteção à sociedade.

Há mais de um ano, o Hospital Santa Maria de Suzano estabeleceu protocolos eficientes de atendimento aos pacientes, antes de os primeiros casos serem registrados no Brasil. Foi adotado um fluxo exclusivo de sintomas suspeitos, além da criação de Pronto Atendimento Respiratório, ala para internações e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) específicas, sempre com supervisão técnica da CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar).  

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*