Ilhabela libera atividades comerciais em sistema delivery

Entre eles: lojas de produtos veterinários, peixarias e produtos de limpeza

Da Redação / Foto: Divulgação

A Prefeitura de Ilhabela criou uma nova resolução, que entrou em vigor na terça-feira (24), liberando o funcionamento de mais sete tipos de estabelecimentos comerciais em regime de portas fechadas e delivery.

Podem operar durante a vigência do Decreto Municipal nº8.030/2020, a portas fechadas, na modalidade de entrega delivery:  lojas de produtos veterinários, peixarias, quitandas, lojas de produtos de limpeza e especializadas em produtos de piscina, restaurantes e similares (serviços de alimentação) e lojas e depósitos de material de construção (restrito somente ao fornecimento de itens de hidráulica e elétrica).

A resolução 001 de 24 de março de 2020, redigida pelo Presidente do Comitê Emergencial de Posturas – COVID-19, concede com observância rigorosa de todos os protocolos de higienização e recomendações das autoridades de Saúde aplicáveis a prevenção da disseminação do coronavírus, a permissão de funcionamento.

Os estabelecimentos que já funcionavam regularmente antes à edição do Decreto como delivery poderão continuar atuando a portas fechadas, observando as exigências de ordem sanitária.

A prefeita de Ilhabela, Gracinha – Foto: Marcelo Fontes

“A liberação desses novos estabelecimentos comerciais, vem para ajudar a população que esta cumprindo o apelo de ficar em casa e se proteger contra o coronavírus. Esses são serviços básicos que fazem diferença no dia a dia e como exemplo, as lojas de produtos de limpeza e de piscina, ajudam também a combater outro problema que temos, dengue”, ressaltou a prefeita Maria das Graças Ferreira (PSD), a Gracinha.

Outros estabelecimentos receberam autorização para funcionar, mas com restrições específicas para operação. São eles: borracharias, oficinas mecânicas e bicicletarias, podendo atender somente mediante acionamento de número de emergência divulgado pelo prestador de serviço, limitando-se a um atendimento por vez. Lojas de conveniência de mercearias também foram autorizadas a abrir e comercializar produtos de prateleira, mas somente com itens de relevante necessidade.

Postos flutuantes para abastecimento de combustível para embarcações estão autorizados a funcionar somente para atendimento restrito às embarcações de comunidades tradicionais caiçaras isoladas, sendo terminantemente proibido às demais embarcações. Já os postos para abastecimento de combustível estão proibidos de vender combustível em galão acima de 5 litros.

Continuam sem autorização para funcionamento: Adegas e distribuidoras de bebidas, Marinas e Garagens Náuticas.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*