Itaquá prestes a contar com Zona Azul

Processo licitatório está na última etapa; empresa habilitada aguarda decisão da prefeitura

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib

O ‘sofrimento’ pela busca de vagas de estacionamento nos principais centros comerciais de Itaquaquecetuba está chegando ao fim. Com processo licitatório praticamente finalizado, o serviço pode voltar a ser oferecido ainda neste ano.

Em tramitação desde o final de 2018, a concessão do sistema rotativo de vagas, popularmente conhecido como Zona Azul, venceu mais uma etapa no último dia 11, quando a Comissão Municipal de Licitações tornou público os nomes das empresas habilitadas e inabilitadas no processo licitatório.

De acordo com o que o foi apurado, essa é a última etapa antes do anúncio da empresa vencedora, caso não haja contestação por parte da organização que não apresentou a documentação exigida na concorrência pública.

EXPECTATIVA – Nas ruas, a opinião é unânime: a volta da Zona Azul trará também um aumento no fluxo de consumo dos polos de comércio do município e organização ao trânsito da cidade.

O presidente da Acidi (Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba), Luciano Dávila, dá o seu aval. “Sou totalmente a favor do serviço, desde que exista controle rigoroso e que as pessoas cumpram horário determinado da vaga”, pondera.

O taxista Fábio Costa Paulo, 40 anos, aprova o serviço com a experiência de quem tem 20 anos de serviço na Praça Padre João Álvares. “Teremos mais organização no trânsito do Centro e nas regiões comerciais dos bairros.”

O comerciante Antônio Elias, 55, acrescenta: “Zona Azul é uma maneira de evitar multas aos motoristas, o que afugenta o consumidor. Quem sabe assim teremos mais clientes”, conclui.

PREFEITURA – Ao evitar cravar data sobre início do serviço, o secretário municipal de Transportes, Rosinaldo Castro de Sousa, o Nando, resumiu que o sistema de Zona Azul “democratiza vagas de estacionamento e contribui no processo de organização do trânsito.”

O serviço oferecerá 1,8 mil vagas nos principais centros comerciais da cidade. Os valores das tarifas já foram estabelecidos no edital e variam de acordo com o tempo de estacionamento, sendo R$1 para 30 minutos, R$2 para 60 minutos e R$4 para o limite máximo de 120 minutos.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.