ITAQUÁ: Sem professores, até diretora tem que dar aulas em escola municipal

Janelas remendadas com papelão, lousas danificadas e infiltrações nas paredes também são problemas na unidade do bairro Jardim Napoli I. Prefeitura promete mais funcionários e reparos. FOTO: Street View

 

Por Renan Xavier

 

Ao menos 60 estudantes de uma escola da rede municipal de ensino de Itaquaquecetuba, com idades entre 6 e 10 anos, estão sem professor há dois meses, relatam pais. Com a falta de docentes, até a diretora, vice e coordenadoras passaram a alternar nas salas para evitar que os alunos fiquem sem aula. A situação atípica ocorre na escola municipal José Piacentine, no Jardim Napoli I.

De acordo com a direção da unidade, a falta de professores titulares é reflexo da suspensão do concurso público realizado em abril deste ano para o preenchimento de 193 vagas na área da Educação. Em agosto, a Justiça de Itaquaquecetuba acatou pedido do MP (Ministério Público) para suspender o processo seletivo – os motivos não foram explicados.

Em nota, o governo do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) reconheceu o problema. “Sobre a falta de profissionais, estes serão contratados através do concurso público que será realizado no final do mês de outubro”, disse a nota.

Contrariando a resposta oficial, a previsão do novo edital para aplicação das provas é de novembro e dezembro e a homologação do processo ficará apenas para fevereiro do ano que vem, quando as contratações poderão ser efetivadas. Não há, portanto, possibilidade de as vagas serem ocupadas ainda neste ano.

 

PRECÁRIO – Não apenas a falta de professores tem incomodado os pais, mas também as condições físicas do prédio escolar. Fotos encaminhadas à reportagem por uma mãe mostram infiltrações, avarias em lousas e no piso, além de janelas que estão com vidros quebrados e receberam remendos com papelão.

“Quando chove, os alunos são remanejados para as salas vizinhas porque entra água. Imagine a lotação e o calor”, relata Nadja Santos, de 30 anos, mãe de uma estudante. A mulher também reclama da ausência de monitores nos ônibus escolares que transportam os alunos. Prefeitura e direção da escola negam que as crianças estejam sendo conduzidas sozinhas.

 

Resposta dos ENVOLVIDOS – Em nota, a gestão do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) atribuiu as avarias nas janelas a atos de vandalismo e disse que estão sendo feitas grades para proteger os novos vidros que serão instalados. A reforma deve ocorrer no mês de novembro.

Mencionado por pais de alunos, o vereador David Neto (PPS) afirmou que pretende visitar a escola José Piacentine ainda amanhã (11). O também vereador Carlos Alberto Santiago (PSD) disse que está à disposição das famílias e se dispôs a vistoriar a unidade escolar, caso seja o desejo dos pais.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

6 comentários sobre: “ITAQUÁ: Sem professores, até diretora tem que dar aulas em escola municipal

  1. Parabéns pela matéria. Excelente. A escola realmente está bem abandonada pela prefeitura! Promessas não cumpridas são muitas.

  2. infelizmente isso vem acontecendo em outras escolas tbm, digo com propriedade pois eu era auxiliar de sala especial e fui convidada a me retirar da prefeitura, agora me fala quem é que ficou com estas crianças? O prefeito não pensa.. pois ele só quis mostrar melhoria o ano passo, Mas este ano ele está levando com a barriga …

  3. Todos aqueles que leram ,se conscientizem que o que foi exposto é um caso muito sério.
    Vivemos em um país cujo a Educação é menos valorizada,venho um situação como essa é lamentável como um prefeito e sua gestao deixa uma coisa dessa acontecer.Sala de aulas sem professore,janelas quebradas,salas com infiltração.Isso siagnifica péssima gestão isso é trabalhado em conjunto nao

    1. Todos aqueles que leram ,se conscientizem que o que foi exposto é um caso muito sério.
      Vivemos em um país cujo a Educação é menos valorizada,venho um situação como essa é lamentável como um prefeito e sua gestao deixa uma coisa dessa acontecer.Sala de aulas sem professore,janelas quebradas,salas com infiltração.Isso siagnifica péssima gestão isso é trabalhado em conjunto .Não podemos culpar apenas o prefeito a Direção escolar também deve assumir responsabilidade informado o caso a prefeitura junto com protoclo a Diretoria de Ensino.Caso não fosse solucionado levariam o caso a justiça.Porque Educação Basica é um direito de todos como diz a constituição.Sr.(a)Diretor assuma seu compromisso para com a Educação horar seu Diploma é como fosse um juramento de vida.Não podemos deixar isso acontecer essa devasagem isso porque quando o aluno não tem o conhecimento básico ele irá está inserido em uma sociedade como um delinquente fazendo coisas erradas por falta de um reconhecimento.Então em meu pensar ainda podemos viver formando alunos e oferecendo lhes melhores condiçoes de vida.Vamos ter a Educação como primeiro foco em primeiro lugar.

  4. E isso se repete nesse ano mais uma vez na escola Josefa Costa de Souza Moura estamos passando pela mesma situação não há professores para as nossas crianças até quando temos que passar por isso nem educação nossos filhos tem direito mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*