JUNDIAPEBA

Por Giovanna Figueiredo / Fotos: Bruno Arib

Jundiapeba é o terceiro maior distrito de Mogi das Cruzes, tem mais de 80 anos de história e abriga grande parte da população mogiana. Por conta disso, a GAZETA visitou o bairro, onde uns demostraram felicidade em relação às benfeitorias que receberam, mas outros se sentem abandonados.

A Chácara dos Baianos, região de agricultura familiar com mais de 400 famílias, recebeu no último mês a instalação de iluminação pública, algo que segundo os moradores eles pleiteavam há muito tempo.

“Agora temos iluminação e a nossa cooperativa fornece merenda“

Miro Barbosa, agricultor

“Olha, aqui está indo bem, conseguimos a iluminação e a nossa cooperativa tem fornecido os alimentos para a merenda escolar. Agora estamos pleiteando a pavimentação para facilitar no escoamento da produção”, explicou o agricultor Josemiro Barboza de Moraes, conhecido como Miro.

Do outro lado do distrito, numa região conhecida como Rua da Adutora, próximo às torres, a situação é totalmente diferente. Falta saneamento básico, falta iluminação e sobra insegurança. Moradores contam que sofrem constantes ameaças de desapropriação, no entanto, não há nenhum direito garantido.

“Aqui tem mais de 200 famílias, eles falam que vão tirar o povo daqui ainda esse ano, mas a gente não tem nenhuma informação. A prefeitura não diz nada sobre uma possível moradia popular e nem nada. Olha, o povo daqui sofre”, desabafou Dione Moraes.

INVESTIMENTO – No mês de julho a Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) anunciou um investimento de R$ 39 milhões em novas obras para melhoria do abastecimento de água e na ampliação da coleta e tratamento de esgoto. Com esses investimentos, os bairros de Jundiapeba e Nova Jundiapeba passarão a ter 90% de coleta e tratamento de esgoto, um dos melhores índices da cidade.

O QUE DIZ A PREFEITURA – A administração informou que área citada na matéria é de responsabilidade da CTEEP (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista). A prefeitura informou que está ao lado dessas famílias e só é favorável à desocupação desde que a empresa auxilie o município a encontrar uma solução habitacional para todas elas.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.