Malu Fernandes amplia espaço feminino na Câmara de Mogi

Em entrevista à GAZETA, a parlamentar conta sobre sua trajetória e projetos para a cidade

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Bruno Arib

Malu Fernandes (SD) é a mais jovem vereadora eleita em Mogi das Cruzes. Ela bateu um papo com a GAZETA sobre a sua trajetória, entrada na política e projetos para a cidade.

Mogiana, estudante em administração pública pela FGV, ativista social e entusiasta da educação. Malu iniciou sua vida política ainda no ensino médio, por meio do grêmio estudantil, e posteriormente ela também se envolveu com iniciativas do terceiro setor, sendo voluntária da ONG Missão Intensidade por dois anos. Essas experiências fizeram a vereadora conhecer sua vocação política e também compreender as desigualdades de Mogi das Cruzes.

Ela se preparou, estudou, e quando se sentiu preparada, se candidatou à cadeira no Legislativo mogiano, sendo eleita.

“Quando fui eleita fiquei muito emocionada, feliz, foi uma mistura de sentimentos. As pessoas me perguntavam ‘você acha mesmo que vai ganhar a eleição?’, e eu dizia que estava trabalhando para isso, então, de certa forma eu estava esperando algo positivo. Fizemos uma campanha com poucos recursos, gastamos cerca de R$ 5 mil, e a maioria da nossa equipe foi voluntária. Foi surpreendente.”

Desde que foi eleita, Malu tem recebido uma série de demandas da população, por isso ela tem trabalhado para montar sua equipe técnica, que tem sido escolhida parcialmente por meio de processo seletivo, iniciativa inédita na Casa de Leis mogiana. Segunda a vereadora, tudo tem sido feito para atender melhor a população e tirar os projetos do papel.

Educação e juventude, proteção das mulheres e redução da desigualdade x qualidade de vida foram os três pilares em que Malu construiu sua campanha. Esses temas serão levadas ao seu trabalho no Legislativo, pois ela já tem se preparado e planejando projetos nesse sentido.

“Não vou conseguir nada sozinha, preciso da participação de todos. A nossa proposta de renovação tem o objetivo de restaurar a confiança do munícipe com a política e também melhorar a qualidade da representação da população”, finalizou.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*