Mas que bobagem, já é tempo de crescer!

Da Redação / Arte: André Jesus

É inegável que pessoas no mundo todo, escoradas nas redes sociais Facebook e Instagram e nas plataformas de mensagens Whatsapp e Messenger, tiveram prejuízos imensuráveis no apagão de sete horas da empresa de Mark Zuckerberg.

A falha de segunda-feira (4) devolveu a sensação de que o mundo real é incapaz de se movimentar no simples manuseio de teclas, como é na virtualidade da Zuckerberglândia, onde tudo é possível. Mas a vida não pode ser digitada, quando muito pode ser deletada.  

Ciência e tecnologia existem para ajudar os humanos em suas dificuldades básicas de viver e respirar. As ingerências subvertem a ordem, retrocedem os caminhos da humanidade, mas o leve raciocínio sobre a medicina nuclear e a bomba atômica abreviam a conversa.  

Em vários países, entre eles o Brasil, mentes doentias dadas ao prazer da discórdia, da beligerância, da total falta de senso humano, acreditam, e não há quem as desacredite disso, que a anormalidade é normal.  

Tal bestialidade é levada para as redes sociais, que deram voz aos imbecis que acreditam que o que “raciocinam” é opinião. Sem percepção nenhuma de interpretação de texto, digerem uma informação igual comem um sanduíche gorduroso. Sujam os cantos da boca que limpam com as mãos e as levam ao teclado sem limpar a mente afetada pela alta quantidade de colesterol, depois digitam opiniões de crianças pequenas e adultas.

Já o apagão no “Face” se deveu a “uma mudança de configuração defeituosa”. Empresa e usuários se identificam. 

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*