Minha campanha está baseada na franqueza com o povo, diz Dr. Roque

Candidato a deputado estadual por Itaquá critica o que considera como “oportunismo eleitoral”

 

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib

 

O candidato a deputado estadual Roque Levi Santos Tavares (DEM), o Dr. Roque, esteve na redação da GAZETA para uma entrevista transmitida ao vivo pelo Facebook. No bate-papo, que ocorreu na terça-feira (28), ele falou sobre os motivos que o levaram a concorrer a uma das 94 cadeiras da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).

Questionado sobre o porquê merece o voto da população itaquaquecetubense, Dr. Roque garantiu estar preparado para trabalhar em benefício da cidade.

“Eu não sou melhor do que ninguém, mas coloquei o meu nome à disposição porque entendo que na carreira pública você tem que ter experiência, e isso eu tenho. Voto não se colhe em árvore, mas se recebe em razão do trabalho que você apresenta e pela sua conduta na política”, explicou o candidato.

Ao comentar a importância da representatividade do município na Alesp, Dr. Roque lembrou que, em 2006, quando disputou o mesmo cargo, não foi eleito pela falta de 2,9 mil votos. Ainda segundo ele, na mesma eleição, 65 mil eleitores da cidade escolheram candidatos considerados de fora, isto é, que não têm laços com Itaquaquecetuba.

“Como sabemos que o deputado é aquele que vai estar na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal trazendo recursos e projetos para a cidade, é por esse motivo que Itaquá não recebe quase nada. Ficamos somente com as migalhas, pois o que é bom é distribuído para as cidades maiores”, observou.
Dr. Roque também criticou adversários sobre o que considera como “oportunismo eleitoral”.

“Muitos estão pregando que vão resolver os problemas da segurança, da habitação, da educação, mas o deputado não é nenhum santo milagreiro. É simples dizer que vai resolver o problema da segurança, mas é mentira. Que vai resolver o problema da habitação. Outra mentira. A política hoje vive um novo tempo, onde a população merece no mínimo que o seu candidato a deputado passe para a população aquilo que efetivamente ele tenha condições de fazer, não contar história para o eleitor”, concluiu.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*