Mogianos aprovam os serviços do INTS

Atendimento prestado na UPA do Oropó agrada mogianos, que elogiam agilidade em atendimentos

Por Gabriel Dias / Foto: Bruno Arib

Mogi das Cruzes é uma das poucas cidades do Alto Tietê que reúne uma série de elogios quando o assunto é saúde pública. Na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Oropó, por exemplo, os pacientes entrevistados pela reportagem disseram que há agilidade no atendimento médico e que todos os funcionários da OSS (Organização Social de Saúde) INTS (Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública), que assumiu a unidade recentemente, são gentis e prestativos.

Lucival Pereira, 39 anos, aguardava do lado de fora seu amigo que deu entrada na UPA com fortes dores de garganta. “Estou aqui há uns 30 minutos e ele já foi chamado para medicação. É muito rápido, já fui em outras cidades em busca de atendimento, mas nesta foi a que mais me impressionei com a rapidez”, elogiou.

Além dele, outros pacientes enalteceram os atendimentos nas unidades municipais de Saúde de Mogi comandadas pela INTS.

O cantor Luiz Claúdio estava com gripe e disse que não demorou muito para ser atendido pelo médico e ser medicado. “Cheguei, e tão logo já fui atendido, e se olhar lá para dentro, não está tão vazio assim, tem até que bastante gente, e mesmo assim o atendimento está muito rápido”, disse.
Outra paciente diagnosticada com virose, Rosangela Pereira, 50, também diz que chegou e logo foi atendida. “Até parece mentira, mas é verdade.

Cheguei e já passei com o médico. No País que vivemos, é difícil essas coisas acontecerem, mas felizmente aqui [Mogi] isso acontece”, afirmou Rosangela.

Outros pacientes entrevistados pela GAZETA também teceram diversos elogios à nova OSS e aos funcionários que atuam em nome da INTS. Muitos alegaram que a transição de uma empresa para outra que administra o espaço foi bom e tem resultados satisfatórios.


Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*